carregando...

Academia leva emoção a pacientes de hospital no Rio de Janeiro

Arquivo 25/10/2010

História, infância e emoção estiveram reunidos no último dia 19, no Hospital Municipal Salgado Filho, no Rio de Janeiro. Foi lá que o Grupo de Teatro dirigido por Marília Martins e o Coral da Pediatria Brasileira, regido pela maestrina Alice Ramos Sena, se apresentaram para um auditório lotado de crianças, suas famílias e funcionários da instituição, em comemoração ao 12 de outubro. O evento também contou com apresentação de contadores de histórias e palhaços. O Grupo de Teatro e o Coral são iniciativas da Academia Brasileira de Pediatria (ABP).

O Salgado Filho tem tradição na pediatria e o acadêmico Reinaldo Martins lembra alguns fatos e suas relações com a ABP: “O Hospital iniciou suas atividades em 12 de outubro de 1920, sob a denominação de Serviço Auxiliar do Pronto-Socorro do Méier. A iniciativa foi de Luiz Pedro Barbosa, então diretor de Higiene e Assistência Pública Municipal e que viria a ser patrono da cadeira nº 5 da ABP. Depois, em 28 de novembro de 1951, a instituição trocou de nome, passando a ser o Dispensário do Méier. Em 17 de março de 1977, foi inaugurado o novo Hospital Municipal Salgado Filho, com um bloco principal e dois anexos. A enfermaria de pediatria é bem instalada, com boa área de recreação e mães acompanhantes. Ali próximo está situado o Posto de Atendimento Municipal César Pernetta, patrono da cadeira nº 11 da ABP”.

Estavam também presentes no evento, além do dr. Reinaldo, coordenador do Grupo de Teatro e que representou a ABP, a dra. Fátima da Silveira Pinheiro, da diretoria do Hospital; a presidente do Centro de Estudos, enfermeira Cristina Maria V. de Souza, e a chefe da Pediatria, dra. Simone Vidigal.