carregando...

Arte e alegria no Natal com a ABP

Arquivo 19/12/2011

Música, teatro, confraternização. Assim foi a festa de Natal da Academia Brasileira de Pediatria (ABP), ontem, no Memorial da Pediatria Lincoln Freire, no Rio de Janeiro. Afinal, “ciência, arte e lazer são importantes para o bom desenvolvimento de crianças e adolescentes, que precisa ser integral”, assinalou o dr. Julio Dickstein, secretário da ABP.


Drs. Julio (ao microfone) e Dias Rego (de gorro), com crianças do coral

Sob coordenação da diretora Marília Martins, as crianças do Grupo de Teatro apresentaram a cena “Meu filho não aprende na escola”, escrita pelo dr. Reinaldo Martins, baseada em uma história real. “Foi nos anos 70, quando atendia no ambulatório da Maré (subúrbio carioca) e um casal chegou com a queixa. Na consulta, vi que a criança estava, na verdade, sobrecarregada e triste, não tinha tempo de brincar”, contou o acadêmico e coordenador do Grupo. No “palco”, “pediatra, mãe, pai, filho, assistente social” emocionaram famílias atentas na plateia.


Grupo de Teatro da Pediatria com dr. Reinaldo e Marília Martins

Em seguida, foi a vez do Coral dirigido pela maestrina Alice Ramos Sena. Tendo o presidente da Comissão Cultural e Artística da ABP, dr. Dias Rego, como mestre de cerimônia, os pequenos se apresentaram em solos, duetos e trios instrumentais de flauta, violão e teclado, para depois, todos juntos, cantarem músicas do folclore brasileiro e de compositores como Villa-Lobos. A festa também contou com a participação especial do Coral Tijucanto, de adultos, também sob a batuta da maestrina. Não faltaram lindas canções de Rita Lee, Beto Guedes e Ronaldo Bastos, Nelson Motta e Lulu Santos, Ivan Lins e muitos outros. Dr. Dias Rego aproveitou o momento para informar que a apresentação do Coral da Pediatria Brasileira no dia anterior, no Centro Cultural Banco do Brasil, foi um absoluto sucesso, com cerca de 250 pessoas aplaudindo, maravilhadas.


Coral da Pediatria Brasileira

“A Academia está de parabéns”, frisou a dra. Rachel Niskier, diretora da SBP. “É importante o entendimento de que saúde não é ausência de doença, é música, arte, cultura, solidariedade, respeito às tradições”, disse. Ao final, todos os presentes aceitaram o convite e cantaram juntos a versão em português de Alice Sena para a famosa música “Happy Xmas”, com a qual John Lennon e Yoko Ono encantaram o mundo, juntamente com coral de crianças de Nova York: “É Natal, Cristo vem. Todos juntos a rezar. Por um mundo bem melhor, nossa vida transformar”.
Memorial e boa notícia

Sobre o Memorial, dr. Julio Dickstein tem também uma ótima notícia para os pediatras: “Nosso projeto de auto-sustentação caminha muito bem. Acaba de ser aprovada pelo Ministério da Cultura a inscrição na Lei Rouanet. “Poderemos captar recursos já em 2012”, disse, explicando que a ideia é que com autonomia financeira, museu, coral, teatro e biblioteca possam ampliar suas atividades.


Bolo e parabéns ao final