carregando...

SBP e CBO lançam campanha para a realização do Teste do Olhinho

Arquivo 05/11/2010

SBP e CBO lançam campanha para a realização do Teste do Olhinho

Metade dos casos de cegueira infantil são evitáveis.

Estima-se que existam hoje cerca de 1,4 milhão de crianças cegas no mundo e aproximadamente 35 mil no Brasil. Além disto, há no País outras 140 mil com baixa visão.  No entanto, de modo geral, metade desses casos ocorrem por causas evitáveis, sendo 15% tratáveis e 28% preveníveis. Os dados alarmantes levaram a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) a se unir ao Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e, com a ajuda da atriz Claudia Abreu, e o apoio da TV Globo, as entidades darão início a uma campanha no próximo dia 07. Um filme será veiculado pela emissora nacionalmente e uma Carta Aberta aos Gestores de Saúde e Legisladores Brasileiros será distribuída. No centro da mensagem está a realização do Teste do Olhinho. É que o exame pode detectar precocemente algumas das maiores causas de cegueira infantil na faixa etária de 0 a 5 anos – a catarata,  o glaucoma congênito e o retinoblastoma (o câncer na retina).

Durante o primeiro ano de vida, o sistema visual da criança está em pleno desenvolvimento. Por isto, a recomendação é que o Teste faça parte do exame clínico realizado antes da alta da maternidade.  Quando não ocorrer neste momento, deverá, obrigatoriamente, ser feito na primeira consulta de puericultura. Depois, passa a fazer parte da avaliação global da criança, com periodicidade definida pelo pediatra que, se encontrar algum problema, encaminha a criança para apreciação do oftalmologista. Após o primeiro ano, o Reflexo Vermelho também é usado no rastreamento do retinoblastoma.

Filme na TV e obrigatoriedade

“Quando estava grávida, descobri que, logo ao nascer, de preferência na maternidade, todo bebê deve fazer um exame muito importante: o Teste do Olhinho. Ele identifica doenças quando ainda é possível tratar e evitar que a criança fique cega. É rápido e não dói!. A gente sempre quer ter certeza que está tudo bem com nosso bebê. Teste do Olhinho. Não perca essa chance!”. A mensagem é de Claudia Abreu e tem tudo a ver com o momento atual da atriz, que teve seu terceiro filho recentemente e só então descobriu a existência do Teste. “Eu já era uma mãe experiente e ainda não sabia sobre isto, não imaginava que o exame podia detectar tantas doenças. Quero ajudar, para que seja obrigatório para valer, realizado também em toda a rede pública, não seja uma coisa só para a elite. Acho importante que toda a população tenha acesso aos testes necessários para as crianças, gratuitamente”, salienta.

Entre os objetivos da campanha está alertar a população para o fato de que, desde  junho, quando o exame foi incluído no Rol 211 da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o pagamento por todas as operadoras é obrigatório. Além disto, em vários estados o Teste foi instituído por lei e é realizado em maternidades públicas. O objetivo da SBP e do CBO é que haja uma norma nacional. Projeto de lei neste sentido já tramita no Congresso Nacional e as entidades vão trabalhar para que seja aprovado rapidamente pelos parlamentares.

Informações complementares:

O que é o Teste do Olhinho?

É um exame simples, rápido e indolor e as crianças não precisam ter medo. Com um aparelho, o profissional apenas lança uma luz e checa o reflexo no olho do bebê. O fenômeno é semelhante ao observado nas fotografias. Para que este reflexo possa ser visto, é necessário que o eixo óptico esteja livre, isto é, sem obstáculo à entrada e à saída de luz pela pupila. Isso significa que a criança não tem nenhum obstáculo ao desenvolvimento da sua visão.

Por que e quando fazer?

A criança não nasce sabendo enxergar, ela vai aprender assim como aprenderá a sorrir, falar, engatinhar e andar. Para isso, as estruturas do olho precisam estar normais, principalmente as que são transparentes. O “Teste do Olhinho” pode detectar qualquer alteração que cause obstrução no eixo visual, como catarata, glaucoma congênito e outros problemas – cuja identificação precoce pode possibilitar o tratamento no tempo certo e o desenvolvimento normal da visão. “Se o seu filho ainda não fez este teste, fale com seu pediatra!” é o alerta da SBP e do CBO para a população.

Clique aqui para ler a Carta Aberta aos Gestores de Saúde e Legisladores Brasileiros.

Pediatra, assista ao filme em primeira mão.