carregando...

Dr. Clemax é reeleito para editor da Revista Pediátrica

Arquivo 22/01/2014

Dr. Clemax Couto Sant’Anna foi reeleito para o cargo de editor científico da revista Residência Pediátrica (RP) no quadriênio 2014/2018. A comissão de seleção, integrada pelos drs. Julio Dickstein, Renata Waksman, Marilene Crispino e coordenada pelo dr. Eduardo Vaz, reuniu-se ontem, na sede da entidade, no Rio de Janeiro, para analisar as propostas.

RP foi criada em 2011, como desdobramento do I Congresso de Médicos Residentes em Pediatria da SBP, parte do projeto Médico Residente, que existe desde 1998. Seu objetivo é incentivar os jovens profissionais, para que leiam e publiquem artigos científicos e de ética médica, adquirindo noções de metodologia e exercitando a interatividade entre os pares.

Eletrônica e com periodicidade quadrimestral, a revista tem entre suas seções fixas “Artigo de revisão”, “Relato de caso”, “Caso clínico interativo”, “Tópicos Obrigatórios em Pediatria (TOP)”, “Ética Médica” e “Fique Alerta”. Algumas edições publicam também sobre “Metodologia Científica”, “Ponto de Vista” e “Qual é o diagnóstico? (casos de radiologia)”.

Planos

Dr. Clemax é professor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), instituição pela qual também é mestre em Tisiologia e Pneumologia e doutor em Medicina (Doenças Infecciosas e Parasitárias). Editor da Revista de Pediatria da Sociedade de Pediatria do Rio de Janeiro (Soperj), integra o Conselho Editorial do Jornal de Pediatria e do Boletim da Campanha Nacional contra a Tuberculose. É também membro do Comitê Técnico Assessor de Tuberculose do Ministério da Saúde e do Childhood Tuberculosis Group da Iniciativa StopTB da Organização Mundial da Saúde.

Na proposta apresentada, dr. Clemax se dispôs a dar continuidade ao trabalho, consolidando o espaço da revista entre os residentes e expandindo sua divulgação para a América Latina. Também planeja criar uma edição suplementar de periodicidade anual, apresentando temas pediátricos sob a denominação “Como tratar…”. Está entre os objetivos ainda tornar RP uma revista bilingue, com tradução dos artigos para o espanhol.