carregando...

"Mamaço" em centro cultural reúne mães e bebês e tem até "desfile de moda"

Arquivo 13/05/2011

Sexta-feira,13 de maio de 2011

FOCO

Mães amamentam seus filhos em protesto no Itaú Cultural, na avenida Paulista; ‘mamaço’ foi promovido pelo Facebook – Moacyr Lopes Junior/Folhapress

GIBA BERGAMIM JR.

DE SÃO PAULO

Elas foram chegando, colocando os seios para fora da blusa e dando de mamar aos filhos pequenos no saguão do Itaú Cultural, na avenida Paulista (região central), ontem à tarde.

Eram cerca de 30 mães que se organizaram para promover o “mamaço”, manifestação disseminada no Facebook depois que a antropóloga Marina Barão, 29, foi proibida de amamentar Francisco, de três meses, no centro de exposições, em março.

O manifesto ganhou força depois que a jornalista Kalu Brum, 31, teve retirada do Facebook uma foto em que aparecia amamentando, como mostrou a Folha ontem.

O ato transformou o espaço em palco de um “desfile” de slings (tecido colocado em volta do corpo que serve para carregar bebês) -havia coloridos, estampados e listrados, que acomodavam os bebês na hora de mamar.

“Amamentar não é um ato obsceno, mas natural, e temos o direito de fazer isso em qualquer lugar”, disse a tradutora Laura Lopez, 32, que participou da manifestação.

O Itaú Cultural mudou de atitude após o episódio de março, considerado um erro já corrigido. Eduardo Saron, diretor da instituição, pediu desculpas a todas as mães.

“Sou pai de uma criança de oito meses. Quando o episódio veio a público, levei uma bronca da minha mulher.”

Uma palestra promovida pelo Itaú ocorreu após o “mamaço”, que incluiu uma apresentação teatral. “Faltam espaços voltados a mães em amamentação. O ato serve para mostrarmos isso”, disse Marina Barão.

Mães atuantes em comunidades como o Matrice engrossaram o grupo. Uma delas, a publicitária Flavia Gontijo, 34, contou que ainda dá de mamar à filha mais velha, de seis anos. “Tenho como provar que ela é muito saudável por isso. Ela se recuperou rapidamente de uma virose após tomar o leite materno, que é bactericida”, disse com o caçula João, 3, no colo.

Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria, o aleitamento materno exclusivamente no peito deve ocorrer até os seis meses. Depois, as mães devem amamentar por dois anos ou mais, mas junto com outros alimentos saudáveis. “O desmame deve ocorrer naturalmente, em “acordo” entre mãe e filho”, diz Luciano Santiago, da SBP.

Veja galeria de fotos do “mamaço”

http://fotografia.folha.uol.com.br/galerias/2887-mamaco