carregando...

Protesto contra falta de pediatras no Hospital Piedade do Rio de Janeiro. Refederalização já!

Arquivo 09/08/2012

09/08/12 – Os pediatras e demais funcionários do Hospital Municipal Piedade, no Rio de Janeiro, exigem condições para atender seus pacientes com a qualidade que fez história – uma unanimidade atestada ao longo dos anos pelos pacientes, suas famílias e pelo próprio Governo Federal, que há dois anos certificou a instituição como “de ensino”, responsável pela formação de profissionais. Nesta quarta-feira, realizaram um ato público, na porta da unidade, com apoio da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), da Sociedade de Pediatria do Rio de Janeiro (Soperj) e do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj). Há pouco mais de uma semana, a enfermaria da Pediatria e o Centro Cirúrgico foram fechados:


Drs. Eduardo e Beatriz Soffe

- O Conselho constatara o que vínhamos denunciando, havia risco de vida para os pacientes e absoluta falta de condições de trabalho para os médicos -, informa o dr. Luiz José de Souza, presidente do Corpo Clínico do Piedade.

- Há muito tempo não temos recebido recursos humanos suficientes para repor os colegas que vêm se aposentando na Pediatria.Vimos alertando sobre o grave problema há mais de dois anos. Em janeiro, fizemos uma paralisação, a direção assumiu o compromisso de mandar mais duas pessoas e isso não ocorreu. Em julho, o município fez a chamada para os concursados, mas ninguém foi enviado para a Pediatria do Piedade. Em nova reunião, o subsecretário de Saúde do Município e a assessoria do Secretário deixaram claro que não viria mais ninguém. Por isso, decidimos fechar a enfermaria, foi a forma que tivemos de pressionar por uma solução – esclarece a dra. Beatriz Soffe, responsável pela Pediatria.

- É a terceira vez que venho ao Piedade a convite dos colegas. Este é um Hospital que atende pacientes de zero a 19 anos, faz puericultura, assistência em cardiologia, pneumologia, reumatologia, alergia e imunologia pediátricas, incluindo casos de asma grave e febre reumática. É estratégico para a região e o único do município com leitos específicos para adolescentes. Não é verdade que faltam pediatras no Brasil, muito menos no Sudeste. O que há é uma política dos gestores de não contratação. Uma pesquisa feita pelo Conselho Federal de Medicina no ano passado mostrou que, numericamente, a pediatria é a maior especialidade do País. O que falta é decisão de valorizar o profissional, com remuneração e condições de trabalho dignas – salienta o dr. Eduardo Vaz, reforçando o movimento.

- Este hospital tem uma tradição de lutas de mais de 20 anos. Ia ser fechado e lutou para continuar atendendo a população. A Prefeitura diz que a prioridade é atenção básica, mas não se pode abandonar os hospitais – enfatiza a presidente do Cremerj, dra. Márcia Rosa de Araujo.

Refederalização

- O Piedade já foi federal. A Prefeitura mostrou-se incompetente para geri-lo. O que o Corpo Clínico quer é que o Hospital seja refederalizado. O Secretário municipal agora prometeu contratar pessoal para cobrir plantões. Mas já promete há dois anos. Só com a mobilização dos colegas é que começou também a fazer obra no Centro Cirúrgico. São providências que resolvem o problema apenas em parte – afirma o dr. Sidnei Ferreira, diretor da SBP, conselheiro do Cremerj e ex-funcionário do Piedade.

- Com a transformação do Piedade em instituição de formação profissional, recursos do SUS são enviados ao município para isso. O Hospital faz atendimento terciário, de alta complexidade, o tempo tem mostrado que na rede municipal tem pouca chance de sobreviver como tal, na medida em que as prioridades da prefeitura são o atendimento básico e as emergências. O Piedade precisa cumprir sua missão – enfatiza o dr. Mário Costa, vice-presidente do Corpo Clínico.

- Tudo o que queremos é mostrar que um hospital público tem condições de tratar com dignidade quem nos procura, resume o dr. Luiz.

Também participaram do ato os conselheiros Armindo da Costa e Carlindo Machado, este da diretoria de Defesa Profisisonal da SBP. Nova manifestação está sendo convocada para a próxima segunda-feira, também em frente à Unidade.

Clique aqui para saber sobre vistoria realizada pelo Cremerj, e leia também reportagem do Jornal Extra.