carregando...

SBP apoia campanha Piscina + Segura

Arquivo 19/02/2014

A SBP apoia a Campanha Piscina + Segura lançada pela Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), em parceria com outras importantes instituições, dentre elas a Cruz Vermelha Brasileira. Segundo dados da Sobrasa, as piscinas são responsáveis por 53% dos óbitos por afogamento entre crianças de 1 a 9 anos de idade.

“Para que o acidente aconteça, o tempo sem supervisão de um adulto é breve. Em média, não ultrapassa cinco minutos”, salienta a presidente do Departamento Científico de Segurança da Sociedade, dra. Marislaine Lumena.

A Campanha propõe um projeto de Lei Federal ampliando as exigências de segurança, tanto em clubes como em piscinas domésticas. Os cuidados estão divididos em cinco estratégias que preveem, entre outras coisas, a presença de um guarda-vidas treinado e certificado pela Sobrasa; a colocação de cercas com portas de travamento automático em torno da piscina; e o uso de ralos que evitem a sucção de cabelos e outras partes do corpo.

A SBP recomenda que todo pediatra veja a campanha completa no site da Sobrasa (http://www.sobrasa.org/piscinamaissegura/), conheça a proposta de Lei Federal atualizada com sugestões de especialistas (http://www.sobrasa.org/proposta-de-lei-federal-da-sobrasa-para-pisc) e assine a petição por mais segurança em piscinas (https://avaaz.org/po/petition/Presidente_da_Comissao_de_Seguridade).

“Com sua atuação em todo o Brasil, a SBP se torna parceira estratégica na Campanha, conclamando todos os pediatras a incluírem em suas agendas de trabalho, junto às famílias e autoridades, a prevenção desses acidentes, com suas sequelas e até mortes por afogamentos de crianças e adolescentes”, frisa a coordenadora de campanhas da entidade, dra. Rachel Niskier.