carregando...

SBP lança domingo livro “Filhos”, agora “Adolescentes”

Arquivo 08/10/2011

As respostas de 36 mil pediatras às dúvidas mais frequentes dos pais e dos jovens

A adolescência não é problema e pode ser solução. É a última oportunidade para a criação de hábitos saudáveis antes da vida adulta. Mas o que é normal nas transformações do corpo? Como lidar com as questões da sexualidade? Como prevenir o uso de drogas?Com o livro “Filhos – Adolescentes – 10 a 20 anos”, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) responde às dúvidas mais freqüentes dos pais e dos próprios jovens nessa fase tão importante. Com o lançamento, que ocorrerá amanhã,dia 09 de outubro, às 16h10, durante o Congresso Brasileiro de Pediatria, em Salvador (BA), a entidade e a editora Manole completam a faixa etária da sérieiniciada com “Filhos – da gravidez aos 2 anos de idade” e seguida de “Filhos – 2 a 10 anos de idade”.

Em linguagem de fácil compreensão e dirigido às famílias, o livro foi escrito por pediatras habituados à clínica com os adolescentes e que fazem parte dos Departamentos Científicos da SBP. Tem como coordenadores os drs. Fabio Ancona Lopez e Dioclécio Campos Jr. e aborda os cuidados mais importantes da faixa etária. Estão presentes as vacinas, a alimentação, os exercícios físicos mais adequados, bem como o uso de substâncias perigosas, em busca de um corpo idealizado. Destacam-se a abordagem sobre a sexualidade, a gravidez não planejada, a contracepção e as questões sobre uso de drogas e comportamentos de risco. “O mais importante é que a família compreenda o perfil desses jovens, principalmente seu comportamento específico e um conjunto de sinais e sintomas que fazem parte dessa etapa”, diz o dr. Paulo César Pinho Ribeiro, lembrando que o humor, por exemplo, varia muito nessa idade. O livro esclarece, apontando o que é normal e qual o momento em que os pais devem procurar ajuda.

“As transformações do corpo costumam angustiar muito o adolescente, mas é importante saber que o desenvolvimento não ocorre de maneira harmônica”, diz a dra. Lígia Reato. No chamado “estirão”, as extremidades crescem primeiro, depois o tronco. Os meninos ficam preocupados com a força, mas o desenvolvimento muscular ocorre na última etapa. Os testículos crescem primeiro que o pênis e os garotos temem ficar desproporcionais. Nas meninas, o broto mamário às vezes surge antesde um lado e pode demorar até seis meses para aparecer no outro. A pele e o cabelo mudam, o suor passa a ter cheiro como nos adultos, o que pode fazer os pais reclamarem, mas, na verdade, os adolescentes também não estavam acostumados com isso. Os cravos, que são poros obstruídos, se não tratados adequadamente, podem inflamar, transformando-se em espinhas.Para esses e outros assuntos, “Filhos” tem dicas, alertas e ícones que facilitam a leitura. São 126 pgs. e o livro poderá ser encontrado em todas as boas livrarias(R$ 69,00). Para mais informações, os endereços são www.sbp.com.br ewww.manole.com.br.