Leite materno e alimentação complementar - 10 passos para a saúde

Departamento

Científico de Pediatria Ambulatorial 


  • A alimentação da criança desde o nascimento e nos primeiros anos de vida terá repercussão ao longo de toda a sua vida. Uma alimentação saudável inicia com o aleitamento materno que, sozinho, já é capaz de nutrir a criança com tudo o que ela precisa nos primeiros seis meses de vida. A partir do sexto mês, devem ser introduzidos novos alimentos, mas o peito deve ser continuado até dois anos ou mais se estiver sendo nutritivo para a criança. A seguir, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), por meio de seu Departamento Científico de Pediatria Ambulatorial, apresenta 10 passos para que os pais ou responsáveis possam ajudar a criança no contato com as novas texturas e sabores durante a alimentação. 

  • Dar somente leite materno até os seis meses, sem oferecer água, chás ou qualquer outro alimento.

  • A partir dos seis meses, oferecer de forma lenta e gradual outros alimentos, mantendo o leite materno até os dois anos de idade ou mais.

  • A partir dos seis meses, dar alimentos complementares (cereais, tubérculos, carnes, verduras, frutas e legumes) três vezes ao dia se a criança receber leite materno e cinco vezes ao dia se estiver desmamada.

  • A alimentação complementar deve ser oferecida sem rigidez de horários, respeitando-se sempre a vontade da criança.

  • A alimentação complementar deve ser espessa desde o início e oferecida de colher, começando com consistência pastosa (papas/purês) e, gradativamente, aumentando essa consistência até chegar à alimentação da família.

  • Oferecer à criança diferentes alimentos ao longo do dia. Uma alimentação variada é uma alimentação colorida.

  • Estimular o consumo diário de frutas, verduras e legumes nas refeições.

  • Evitar açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas, nos primeiros anos de vida. Usar sal com moderação.

  • Cuidar da higiene no preparo e manuseio dos alimentos; garantir o seu armazenamento e conservação adequada.

  • Estimular a criança doente e convalescente a se alimentar, oferecendo sua alimentação habitual e seus preferidos, respeitando sua aceitação.

Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110