Associe-se

SBP ressalta importância da vacinação contra a H1N1 para profissionais de saúde

A Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (GO) confirmou a causa da morte do pediatra Luiz Sérgio de Aquino Moura, ocorrida na semana passada, como consequência da gripe H1N1. A notícia, divulgada em nota oficial pelo órgão, reacendeu o sinal de alerta sobre a necessidade de manter atualizada a vacina contra o vírus entre os profissionais de saúde.

De acordo com o dr. Renato Kfouri, presidente do Departamento de Imunizações da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), médicos, enfermeiros, técnicos, maqueiros e demais trabalhadores da área fazem parte do grupo de risco prioritário à vacinação contra o influenza. “Por atuar diretamente com pacientes contaminados, esses indivíduos estão mais sujeitos ao vírus. Tomar a vacina anualmente é imprescindível para prevenir a doença e suas possíveis complicações”, explicou o especialista.

A gripe H1N1 é transmitida por meio do contato com gotículas respiratórias, saliva ou objetos infectados com o vírus. A proteção fornecida pela vacina tende a reduzir com o decorrer dos meses e, por isso, é fundamental o reforço anual da imunização. “Os sintomas são muito parecidos com os da gripe comum, febre alta, dores no corpo, espirros e fadiga. Entretanto, é preciso estar atento a qualquer frequência incomum nesses sinais, pois dependendo da evolução do quadro clínico há risco de morte”, afirmou o dr. Kfouri.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), esse ano, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Influenza terá início a partir do dia 23 de abril. Além do vírus H1N1, a vacina fornecerá proteção para os tipos H3N2 e influenza B Yamagata. Integram o público-alvo da campanha, além de profissionais de saúde, crianças de seis meses a cinco anos de idade, grávidas a partir de 12 semanas, mulheres com até 45 dias pós-parto, idosos, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, populações indígenas e pessoas privadas de liberdade.

CALENDÁRIO OCUPACIONAL – Trabalhadores de diferentes áreas, que periodicamente estão expostos a riscos epidemiológicos, possuem um calendário de vacinação específico para a prevenção de patologias. ACESSE AQUI O DOCUMENTO da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

Policiais, bombeiros, atletas profissionais, profissionais que lidam com dejetos ou águas contaminadas, coletores de lixo, entre outros, também fazem parte da lista. Além de indicar as vacinas recomendadas de acordo com a atuação do profissional, o calendário apresenta justificativas a respeito das sugestões específicas.


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110