Associe-se

CONSOPERJ reúne mais de mil profissionais em três dias de debates sobre o pediatra e a família

A Sociedade de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro (SOPERJ) reuniu, durante três dias, de 9 a 11 de outubro, mais de mil profissionais que se revezaram em conferências, mesas redondas, painéis e fóruns, no Centro de Convenções SulAmérica, na Cidade Nova, na realização da 13ª edição do Congresso de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro (XIII CONSOPERJ). O evento, que esse ano teve como tema central “O pediatra e a família”, foi considerado um sucesso tanto pelos organizadores, como pelos participantes.

Na cerimônia de abertura, com as presenças da Secretária Municipal de Saúde, Dra Beatriz Busch de Araújo, do vice-presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), Dr Edson Liberal, da diretora do CREMERJ, Dra Rafaela Braga Reis, e da presidente da SOPERJ, Dra Isabel Rey Madeira, foi feita uma homenagem à pediatra Lyse Soares, agredida por uma mãe durante atendimento a seu filho, em julho do ano passado.

Na ocasião, a médica recebeu das mãos da Dra Nazareth Ramos Silva, diretora de Ética e Valorização Profissional da SOPERJ, um buquê de flores. “A Dra Lyse se portou dignamente no exercício de sua especialidade, defendendo o bem estar e a integridade do paciente, sendo, no entanto, covardemente agredida pelas pessoas que deveriam proteger essa criança”, afirmou a Dra Nazareth. Segundo a diretora de Ética e Valorização Profissional, a Dra Lyse recebeu, na ocasião da agressão, todo o apoio da SOPERJ e do CREMERJ. “Estamos aqui hoje para reafirmar nosso apoio a ela e a todos os pediatras no exercício ético e na valorização de nossa especialidade”, disse a Dra Nazareth durante a homenagem.

A pediatra, que foi covardemente agredida, agradeceu a homenagem da SOPERJ e disse que os pais da criança perderam a cabeça quando resolveram agredi-la. “Tem sido muito difícil e traumático, pois até hoje não consigo entrar numa emergência e espero que isso nunca aconteça com nenhum de vocês, nem com seus filhos, nem mesmo com esses pais que me agrediram”, afirmou emocionada.

A representante do CREMERJ, Rafaela Braga Reis, lembrou que estamos vivendo tempos difíceis, de intolerância. Segundo ela, as famílias estão mais intolerantes com os médicos nos consultórios e nas emergências e só com organização e união é que os profissionais de saúde conseguirão mudar esse cenário. Para o vice-presidente da SBP, Dr Edson Liberal, o CONSOPERJ se mantém muito vivo e cada vez mais forte. “O médico fica na linha de frente no atendimento como se fosse culpado pela demora no atendimento. Precisamos fazer mais campanhas e mostrar à população que estamos juntos trabalhando para assegurar a saúde da criança e do adolescente”, afirmou.

A Presidente da SOPERJ, Isabel Rey Madeira, agradeceu à equipe da Secretaria Municipal de Saúde por ter conseguido uma abertura muito grande para a proposta de matriciamento como forma de participação do pediatra nos núcleos de apoio à saúde da família. “Nossa proposta é de participação na estratégia de saúde da família, que já saiu do seu estado embrionário, e já é quase um recém-nascido. Semana passada, terminamos a última reunião com pediatras que atuam nas unidades básicas de saúde. Que essa seja a primeira de muitas atividades de treinamento no sentido de reaproximar o pediatra da atenção primária. Espero que a parceria continue, não só na educação continuada, mas também para enfrentar lutas e crises, assim como na diretriz de ética e valorização do pediatra”, declarou a presidente durante a abertura do CONSOPERJ.

Na conferência inaugural, o pediatra Ricardo Ledo Chaves convidou os presentes a fazer uma reflexão sobre a relação do pediatra com a família e rever um pouco a história da criança nas suas mais diversas fases de vida tendo como ideia de que todos os pediatras são médicos de família, mesmo quando passam por uma situação tão dramática como a relatada pela Dra Lyse. “Somos em grande maioria generalistas. A pediatria avançou muito e somos hoje mais especialistas. Mas a marca da nossa formação são os nossos médicos generalistas”, afirmou. Segundo o Dr Ricardo Ledo, são cerca de 40 mil pediatras, sendo 3 mil residentes, representando cerca de 10 por cento de todos os médicos no Brasil. Há, hoje, uma relação de aproximadamente 19 médicos para cada 10 mil habitantes no País. Dados comprovam que a  pediatria é uma especialidade marcadamente feminina: 75 por cento dos profissionais são mulheres. E a grande maioria está concentrada na região Sudeste: 55 por cento, contra cerca de quatro por cento na região Norte.

Para a presidente da SOPERJ, a escolha da temática o pediatra e a família, foi um acerto. “Trouxemos temas novos, emergentes em pediatria, temas que de certa forma a gente já vem estudando há algum tempo, na nossa prática do dia a dia, como por exemplo, a criança transgênero, o suicídio na infância e a prevalência do autismo. Muita coisa que era um pouco tabu para o pediatra e ele achava que não era da área dele, e que agora a gente sabe que é de interesse dele e que é nossa área de atuação”, esclareceu. Dra Isabel lembrou que muitas atividades multidisciplinares aconteceram em paralelo e que foram bem profícuas como a parceria om o Instituto Desiderata, que trata de diagnóstico precoce de câncer na infância. E também do fórum que é organizado pelo Comitê de Pediatria Ambulatorial, que, esse ano, foi sobre o brincar. Além do fórum das ligas de pediatria que também escolheram a temática do câncer.

Outra atividade dentro do CONSOPERJ ressaltada pela presidente Isabel Rey Madeira foi o lançamento do primeiro volume da série SOPERJ com a nova editora Manole, segundo ela, bem atuante na área da pediatria. “Tivemos a oportunidade de lançar o primeiro volume. E também tivemos o lançamento do livro de rotinas de pediatria da UFRJ, pela Rubio”, contou, para, em seguida, elogiar os trabalhos científicos apresentados no congresso: - Premiamos os 12 melhores resumos para tema livre e os pôsteres também foram de um nível excelente. Muita gente jovem trazendo suas experiências nas residências. Alunos também. Tivemos participantes de outros estados e até de outros países. Que continuem trazendo as demandas!! Por fim, a presidente da SOPERJ convidou pediatras tanto sócios como não sócios a participarem mais nessa vertente do departamento de ética e valorização profissional na luta pelos direitos no exercício ético e legal da pediatria.

Na opinião da Diretora de Cursos e Eventos da SOPERJ, Dra Katia Telles Nogueira, a escolha do tema o pediatra e a família foi um acerto porque é uma questão que está angustiando todos os pediatras. “Estamos numa época de muita intolerância entre profissionais, entre o médico e a sociedade, entre amigos. E essa dificuldade se traduz também na relação médico-paciente-família. No caso do pediatra, ele tem uma relação direta com a família. O sucesso do tratamento depende também de uma boa relação com a família”, afirmou.

Sobre os trabalhos científicos, a Diretora de Cursos e Eventos da SOPERJ disse que existe, na verdade, uma ânsia de cada serviço em mostrar o que tem feito de bom. “Porque a gente recebe muita crítica, até mesmo por desconhecimento. Então existe essa necessidade de mostrar o melhor. O pôster dá uma oportunidade de apresentar a pesquisa para os outros pares. Esse ano teve muito envolvimento dos estudantes de pediatria que, junto com os residentes, tiveram uma grande participação”, afirmou a Dra Katia Nogueira. “Espero que os participantes do CONSOPERJ consigam reproduzir os conhecimentos nos seus respectivos atendimentos em consultórios ou ambulatórios ou mesmo no CTI, valorizando a família, o paciente e também a empatia, se colocando no lugar do outro para poder entender melhor o que aquele paciente está sentindo, o que aquela família está passando”, concluiu.

*Com informações da Assessoria de Imprensa da Soperj


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110