Em Fortaleza, diretora da SBP reforça importância dos primeiros mil dias de vida

Os primeiros mil dias de vida das crianças são essenciais para seu desenvolvimento e é nesse período, que compreende desde a gravidez até a criança completar três anos, que se estabelecem estruturas morfofuncionais e psicossociais que poderão ou não contribuir para o pleno potencial humano dessas crianças. Está afirmação foi feita pela dra. Maria Tereza da Costa, membro da diretoria executiva da SBP, que em fevereiro participou com uma conferência no I Seminário UAPI – Unidade de Saúde Amiga da Primeira Infância, promovido pela Secretaria Municipal de Saúde de Fortaleza (CE).

“Com o estímulo adequado nessa fase, a criança terá chances de se tornar um adulto saudável, tanto no aspecto físico quanto emocional. Crianças que tenham privação de estímulos de uma forma geral e afetivos poderão ter mais dificuldades futuras para uma inserção voltada ao aprendizado, ao trabalho e ao exercício integral de sua cidadania”, explicou a dra. Maria Tereza.

O evento, que teve a participação de cerca de 300 profissionais de saúde da rede municipal de Fortaleza, foi também apoiado pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e pela Sociedade Cearense de Pediatria (Socep), filiada da SBP, sendo relacionado à certificação de metas programáticas de Postos de Saúde inscritos no programa Unidade Amiga da Primeira Infância (UAPI).

“As ações de monitoramento, avaliação e certificação de metas programáticas de Postos de Saúde inscritos no programa UAPI de Fortaleza, visam promover e defender os direitos da criança e do adolescente, em especial na área da saúde”, declarou dra. Anamaria Cavalcante, presidente da Socep.

Segundo ela, serão acompanhadas dez metas relacionadas a serviços básicos de saúde para gestantes e de puericultura que, se cumpridas no prazo pactuado, resultarão em um certificado e reconhecimento das unidades que obtiverem um bom desempenho na assistência à criança durante esses primeiros mil dias de vida.

CERTIFICAÇÃO – Para que uma unidade conquiste a certificação será preciso que ela cumpra metas relacionadas às consultas pré-natal; ao número mínimo de consultas das crianças até os dois anos; e à realização dos testes de triagem neonatal já disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS), como o de olhinho, orelhinha, pezinho e coraçãozinho.

As metas também englobam a avaliação adequada do desenvolvimento infantil; o incentivo à amamentação exclusiva até os seis meses do bebê; à vacinação correta das crianças de acordo com a caderneta do Ministério da Saúde; além do acompanhamento da saúde bucal dos bebês; entre outras.

A presidente da Socep e Diretora Regional Nordeste da SBP, dra Anamaria Cavalcante, entende que essas ações acarretarão um fortalecimento para a saúde das crianças e funcionará como um estímulo para que outras capitais nordestinas também implementem o projeto. “As cidades nordestinas, principalmente, são as que estão no topo das estatísticas em relação à mortalidade infantil e à gravidez na adolescência, por exemplo”, afirmou a dra.  Anamaria.

Ainda segundo a diretora da SBP, dra Maria Tereza da Costa, essa experiência com a certificação de UAPI, em a parceria com o Unicef, poderá ser ampliada por diferentes filiadas de outras regiões do país, que identificarem adequação dos objetivos do programa às necessidades da Primeira Infância de seus estados.

*Com informações da assessoria de imprensa do Governo do Ceará


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110