Associe-se

Fortaleza recebe evento nacional sobre doenças infecciosas em crianças

infecto-ped1-2016
Mesa de abertura do 19º Congresso Brasileiro de Infectologia Pediátrica (Infectoped)

As formas de prevenção à zikavirose, ebola, sífilis congênita, rubéola, sarampo, dentre outros problemas de saúde, e o impacto dessas doenças na saúde de crianças e adolescentes permeiam todos os debates que acontecem até o próximo dia 5 de novembro (sábado), em Fortaleza (CE), palco do 19º Congresso Brasileiro de Infectologia Pediátrica (Infectoped). O encontro – idealizado pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) em parceria com a Sociedade Cearense de Pediatria (SOCEP) – começou na quarta-feira (2) e conta com quase 1.300 participantes inscritos. 

A presidente da SBP, dra. Luciana Rodrigues Silva, destacou a importância do Infectoped para a atualização dos pediatras de todo o País. “Esse Congresso propicia discussões aprofundadas sobre as principais infecções que acometem desde o recém-nascido até o adolescente. Teremos ainda a oportunidade de atualizar nossos conhecimentos sobre novas terapias para tratamento de crianças com HIV, por exemplo, e discutir as novidades do calendário vacinal, que, a partir deste ano, contempla a vacina contra a dengue”, ressaltou. 

Na solenidade de abertura, realizada no Centro de Eventos do Ceará, além da presidente da SBP, também estiveram presentes renomados especialistas na área e entidades representativas da pediatria nacional e também convidados internacionais. Na mesa inaugural, tomaram assento: a dra Luciana Rodrigues Silva; a presidente da SOCEP, dra. Francielze Lavor; o presidente do Congresso, dr. Robério Leite; o presidente do Departamento Científico de Infectologia da SBP, dr. Marco Aurélio Sáfadi; a diretora de Cursos e Eventos da SBP, dra. Lílian Sadeck; e o presidente da Sociedade Cearense de Infectologia, dr. Érico Arruda.

Para dr. Robério Leite, o Brasil tem presenciado nos últimos anos o surgimento de novos e velhos desafios para a saúde e o Infectoped configura oportunidade ímpar para abordar as questões que representam risco ao bem-estar de crianças e adolescentes. “O volume de conhecimentos novos na área de infectologia e, especificamente aquele relacionado à faixa etária pediátrica, se renova rapidamente, sendo necessária a atualização constante”, frisa.

Ao longo do primeiro dia do Infectoped, diversos cursos pré-congresso aconteceram simultaneamente. “Indicação da TARV (terapia antirretroviral) em crianças e adolescentes infectados pelo HIV”, “Desafios na vacinação contra o HPV”, “Vacina dengue: o que esperar”, “Medicina tropical: diagnóstico e tratamento” e “Atualização em antimicrobianos” foram alguns dos temas debatidos nestas oficinas.

Após a cerimônia oficial de abertura, os presentes assistiram à palestra magna “Infectologia Pediátrica: passado, presente e futuro”, ministrada pela dra. Regina Célia Succi, livre-docente do Departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina e renomada estudiosa em doenças infecciosas. Com brilhantismo, a médica traçou um histórico do estudo e do cuidado da infectologia pediátrica no Brasil, emocionando os presentes ao fazer uma justa homenagem à memória de seu grande mestre, professor dr. Calil Kairalla Farhat. 

Para encerrar a noite, a Orquestra Filarmônica do Ceará, regida pelo Maestro Glaydson Carvalho, prestou tributo ao artífice da música popular brasileira, Luiz Gonzaga. 

Clique aqui e veja a programação completa.


Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 • Fax: 21 2547-3567 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110