Associe-se

Furar ou não a orelha do bebê? Saiba o que é permitido

uol-mulher-gravidez

Por Janaina Nunes  – publicado em 17 de abril de 2016

Poucos dias após o nascimento da primeira filha, Maria Flor, hoje com seis anos, a jornalista Jóice Guimarães, 33, teve a ideia de furar as orelhas da menina. Sem tempo e dinheiro, ela optou pelo caminho mais fácil e antigo: foi até uma farmácia e realizou o procedimento.

(…)”Antigamente, era normal furar a orelha do recém-nascido ainda na maternidade ou depois em farmácias. Hoje, cada hospital tem sua regra, e a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) permite que o procedimento seja feito em farmácias apenas com aparelhos específicos e descartáveis, que utilizam brincos de aço cirúrgico para fazer o furo. Enfermeiros, acupunturistas, farmacêuticos e pediatras podem fazer o procedimento”, afirma Tadeu Fernando Fernandes, presidente do Departamento de Pediatria Ambulatorial da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria).

Leia mais.

Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 • Fax: 21 2547-3567 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110