Associe-se

Nova edição da revista Residência Pediátrica está no ar


A 3ª edição de 2018 da revista Residência Pediátrica (RP) já está disponível para acesso e download no site da publicação. Dividida em cinco seções, o informativo conta com artigos científicos em português e inglês, que podem ser consultados livremente. Entre os principais assuntos abordados, estão “Lupus neonatal”, “Enterocolite necrosante”, “Lesões purpúricas”, “Síndrome de Joubert”; entre outros.

ACESSE AQUI A PRIMEIRA EDIÇÃO 2018 DA RP.

Na seção inicial da revista, destinada para a apresentação de Resenha, são resumidas as diretrizes da prática clínica para o atendimento de meninas e mulheres com Síndrome de Turner, manifestação que acomete de 25 a 50 mulheres a cada grupo de 100 mil. Todas as recomendações foram compiladas a partir da publicação 2016 Cincinnati International Turner Syndrome Meeting.

Na sequência, em Artigos Originais, o leitor encontra um artigo sobre “Treino de simulação na sala de emergência - a experiência de um serviço de pediatria”, em que os autores analisam o impacto das simulações desenvolvidas no Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), em Portugal, entre 2013 e 2015.

A editoria apresenta também uma análise de diversos casos de “Enterocolite necrosante”, emergência cirúrgica mais frequente no período neonatal e com grande taxa de mortalidade. Os episódios descritos ocorreram no Hospital Universitário São Francisco na Providência de Deus, no Rio de Janeiro (RJ), entre 2015 e 2017.

Além disso, há ainda um artigo a respeito de “Lesões purpúricas - reconheça os sinais de gravidade”, que desafia o leitor a fazer o diagnóstico de três pacientes com diferentes doenças que cursam com lesões purpúricas.

Em Relato de Casos, são apresentados seis artigos científicos que descrevem episódios sobre “Hepatite colestática neonatal associada ao uso materno de carbamazepina durante gestação e amamentação”; “Má-rotação intestinal: um diagnóstico a ser considerado no abdome agudo em recém-nascidos”; “Síndrome de Joubert”; “Lupus neonatal: relato de caso com achados exuberantes”; “Quando pensar em hemofilia no período neonatal?”; e “Síndrome de rusty pipe: causa benigna e rara de descarga papilar sanguinolenta durante a amamentação”.

Na área destinada ao debate da Ética, a nova edição discute algumas abordagens da “Relação médico-paciente”, com base nos princípios expressos no Código de Ética Médica. Entre as diretrizes, consta o direito do paciente, após informado da hipótese diagnóstica, decidir sobre os procedimentos diagnósticos e terapêuticos a que deseja se submeter, exceto em caso de iminente risco de morte.

Em Temas Obrigatórios em Pediatria (TOP), a revista traz ainda o artigo “O pediatra e a promoção do desenvolvimento infantil: otimizando a consulta”, em que são abordados métodos de avaliação no consultório pediátrico. O texto apresenta uma revisão de como o pediatra pode pensar no desenvolvimento infantil de modo a incluir o tema em sua observação crítica nas consultas rotineiras, a fim de evitar a perda de oportunidades de intervenção.


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110