Associe-se

Novembro Azul: membro do CFM alerta pediatras sobre a importância da prevenção ao câncer de próstata

Um alerta para os pediatras. Na próxima sexta-feira (17), é o Dia Mundial de Combate ao Câncer da Próstata, sendo que o mês de novembro é todo dedicado à conscientização sobre essa doença, considerada a segunda mais fatal em indivíduos do sexo masculino, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) estimam que entre 2016 e 2017 surgiram cerca de 61.200 novos casos em todo o País.

A presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), dra Luciana Rodrigues Silva, orienta os pediatras homens a fazerem a prevenção, como recomendado pelos especialistas, e a também a divulgação a necessidade de cuidados aos pais de seus pacientes e pessoas com as quais convivem.

“Trata-se de uma doença que, em seu estágio inicial, não apresenta indícios e os fatores de riscos podem aumentar a possibilidade de ocorrência. O câncer de próstata está diretamente relacionado ao envelhecimento do homem e a alguns fatores como a hereditariedade com parentes de 1º grau que desenvolveram a doença”, lembrou.

Para evitar o aparecimento de novos casos, a prevenção é uma arma eficaz, aumentando, inclusive, as chances de cura se há confirmação de diagnóstico. Manter hábitos saudáveis, praticar atividades físicas, evitar obesidade, não fumar, consumir alimentos saudáveis e usar menos condimentos ou industrializados são orientações importantes para evitar alterações no estado de saúde.

Para dar mais esclarecimentos sobre a doença, a convite do SBP Notícias o dr. Lucio Flávio Gonzaga, urologista, membro do Conselho Federal de Medicina (CFM) e professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) abordou às seguintes questões. As respostas podem ser úteis para o pediatra, seja como paciente, seja ajudando os pais de seus pacientes. Não deixe de ler e se prevenir.  

SPB Notícias – Quando começar a incorporar medidas de prevenção ao câncer de próstata em sua rotina?

Dr Lúcio Flávio - A prevenção ao câncer de próstata é feita com a realização dos exames de PSA e de toque retal digital, esses são os essenciais. Porque nós insistimos nos dois exames? Além da detecção precoce do câncer de próstata, você tem a possibilidade de detectar o câncer retal ou de ânus. A minha experiência de 38 anos dedicados à urologia indica que os dois exames são fundamentais.  

SBP Notícias – Os exames precisam começar a ser feitos anualmente a partir de que idade? Quais os tipos recomendados?

Dr Lúcio Flávio - Os homens que possuem casos de câncer de próstata em parentes próximos (pais, avôs, tios ou irmãos) devem começar a realizar os dois exames, anualmente, a partir os 45 anos, principalmente se a doença deles ocorreu em menor idade, por volta dos 50 ou 60 anos. Os demais homens, sem histórico de câncer familiar, sempre a partir dos 50 anos de idade. 

SBP Notícias – Historicamente, o homem tem mais dificuldade de procurar a ajuda de médicos. Isso ocorre também dentro da própria categoria?

Dr Lúcio Flávio - Essa é uma questão cultural. Os homens procuram menos os médicos. Mas isso tem mudado. A grande quantidade de informações divulgadas pela imprensa em geral e os programas de conscientização das sociedades especializadas tem levado mais homens a procurar espontaneamente os urologistas. Infelizmente, no Brasil e no mundo, o homem ainda procura pouco o médico, mas eu percebo que no geral esse perfil vem sendo modificado. Muitos já estão atentos não apenas ao câncer de próstata, mas à diabetes, doenças degenerativas, hipertensão, etc. O homem tem procurado também fazer seus exames regulares.

SBP Notícias – Qual a orientação que o senhor dá aos pediatras que estão no grupo de risco?

Dr Lúcio Flávio - Os pediatras são extremamente necessários à sociedade, logo devem ter cuidado com sua própria saúde e, assim como a população em geral, realizar anualmente os exames preventivos. Os profissionais liberais são muito ligados ao trabalho e por vezes esquecem um pouco de si. É preciso ressaltar a importância dos exames de rotina para todos, incluindo a própria classe médica.

SBP Notícias – O pediatra pode ajudar as famílias de seus pacientes nesse esforço de prevenção? De que forma?

Dr Lúcio Flávio - A criança não consegue ir sozinha ao pediatra, geralmente, está acompanhada dos pais ou avós. Por esse motivo, o pediatra desenvolve uma relação singular e direta com a família. Então, a partir dessa aproximação mais estreita, o pediatra pode exercer um papel fundamental esclarecendo e informando os homens sobre as formas de prevenção, e também as mulheres, para que alertem seus esposos.

SBP Notícias – Muitos homens costumam adiar a ida ao médico para fazer esses exames. Como o senhor vê esse comportamento?

Dr Lúcio Flávio - Ainda não possuirmos um programa público e universal de combate ao câncer de próstata. Entretanto, devido à procura espontânea dos homens pela prevenção, os dados já demonstram um declínio na taxa de mortalidade ocasionada pela doença. Sendo assim, vale a pena fazer os exames regularmente e investir na detecção precoce. Pois quanto mais cedo identificamos a doença, maiores são as possibilidades de tratamento, com cirurgias, sessões de quimioterapia e radioterapia, e mais positivas são chances de cura do paciente. 


Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110