Associe-se

Presidente da SBP fala da necessidade do pediatra ter empatia e entender o paciente, em evento no RS

Trabalhar com a saúde das crianças é pensar no futuro do país. Enquanto a sociedade está cada dia mais atarefada e apressada, os pequenos precisam crescer e se desenvolver no seu ritmo. Por isso, é necessário que os profissionais da saúde e pediatras estejam sempre atualizados sobre problemas clínicos e sociais que acometem a população. Com esse propósito, teve início nessa quinta-feira (25) o X Congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria. As atividades ocorrem no Centro de Eventos da PUCRS, em Porto Alegre (RS) e terminam neste sábado, 27.

Na abertura oficial do evento, a presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), dra. Luciana Silva, ministrou a palestra “O pediatra da atualidade”, em que reforçou a necessidade de o profissional que cuida de crianças e adolescentes de ter empatia e entender o paciente. “À medida que o tempo passa e amadurecemos, vamos verificando que, quando o conhecimento se amplia, as dúvidas também se multiplicam. Precisamos de eventos como este para uma atualização dos nossos médicos”, salientou.


A necessidade de capacitação constante para melhor cuidar dos pacientes foi reforçada pela presidente da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS), dra. Cristina Targa Ferreira. “Cuidamos para termos um futuro melhor através dos nossos pequenos pacientes e buscando a valorização do pediatra. Com este pensamento, nos tornamos a 4a maior entidade de pediatria do país”, relatou.

O presidente do X Congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria, infectologista associado da SPRS, dr. Juarez Cunha, destacou a maior interatividade com o público trazida nessa edição. 

Na solenidade, ainda estiveram presentes o secretário de Saúde do Rio Grande do Sul, João Gabbardo Reis; o secretário-adjunto de Saúde de Porto Alegre, Pablo de Lannoy Sturmer; o presidente da Associação Médica do Rio Grande do Sul, dr. Alfredo Floro Cantalice Neto; o presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, Paulo de Argollo Mendes; o 2º vice-presidente da SBP,dr.  Edson Ferreira Liberal; o representante da Comissão Científica no Congresso, dr. Sérgio Luís Amantéa; representante da diretoria da SBP no RS, dr. Paulo Nader; o representante do Conselho de Administração da Unimed Porto Alegre, dr. Ilson Enk.

CONFERÊNCIAS – O médico otorrinopediatra dos Estados Unidos, editor da maior revista norte-americana da área, dr. Richard M. Rosenfeld, falou sobre duas doenças altamente prevalentes na infância e que preocupam os pais: amigdalite e otite, ressaltando a importância de sempre usar a medicina baseada em evidências. “O debate do uso excessivo de antibióticos é importante tanto para otite média aguda como para amigdalite. Há muitos casos em que as bactérias não estão causando infecção e provavelmente 60% a 70% dos casos de otite médio aguda dispensariam o uso. A opção seria utilizar analgésicos enquanto a infecção é resolvida espontaneamente “, afirmou. 

A primeira apresentação do dia debateu triagem neonatal. Dra. Carolina F. Moura de Souza chamou a atenção para os avanços decorrentes de novas tecnologias de diagnóstico enquanto o dr. Paulo de Jesus Hartmann Nader falou sobre testes do olhinho, orelhinha e coraçãozinho. A palestrante Leonor Carolina Baptista Schwartsmann exibiu a evolução dos cuidados infantis   em Porto Alegre, trazendo um dado curioso sobre a influência da colonização italiana no Rio Grande do Sul, já que em suas origens o estado chegou a ter 10% dos médicos dessa nacionalidade. O talk-show de prevenção das doenças crônicas não transmissíveis discutiu o papel do pediatra na orientação aos pais sobre a alimentação adequada e o incentivo à uma vida ativa por parte das crianças.  O painel de imunizações contou com a discussão de calendários vacinais e diferenças entre as vacinas. 

ÁLCOOL E ADOLESCÊNCIA – O uso indiscriminado de bebidas alcoólicas por jovens preocupa pais e médicos em todo país. Com o objetivo de explicar aos pediatras a importância de debater o assunto com as famílias dos jovens, a SPRS promoveu o painel “Álcool e adolescência”.

A procuradora de Justiça e coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude, Educação, Família e Sucessões, Maria Regina Fay de Azambuja, destacou que o número de jovens embriagados diminuiu nas festas de formaturas em 2016, comparando com os cinco anos anteriores. “Por isso essa campanha da SPRS, “Não seja um porre”, é tão importante, pois percebemos, no nosso trabalho, que os pais e os próprios jovens não têm conhecimento do prejuízo do álcool na vida deles”, afirmou.

O alcoolismo também é uma preocupação de médicos psiquiatras, como é o caso do palestrante Thiago Pianca, que lembrou que estudos comprovam que quem se torna dependente do álcool é quem começou a consumir na adolescência ou antes dela. Durante as palestras, ocorreram ações de conscientização com os pediatras presentes. Uma série de mensagens foram enviadas aos celulares dos presentes, fingindo ser alguém alcoolizado e pedindo ajuda. Depois, um ator fez uma performática se passando por um jovem alcoolizado tentando formular uma pergunta aos palestrantes.

CLIQUE AQUI E ASSISTA AO VÍDEO DA CAMPANHA “NÃO SEJA UM PORRE”, DA SPRS.

PROGRAMAÇÃO – Nesta sexta-feira, a programação do evento traz a palestra do norte-americano Richard M. Rosenfeld. Também estarão em pauta infectologia, pneumonia e bronquiolite. Na parte comportamental, o destaque é o painel “Abuso sexual”. Haverão ainda debates sobre abdômen agudo, diabetes e privações afetivas na infância e suas repercussões. Outras informações podem ser obtidas no site gauchodepediatria.com.br.


Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 • Fax: 21 2547-3567 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110