Programa de Reanimação Pediátrica traça metas para 2019


Ampliar de forma estruturada o número de capacitações promovidas pelo Programa de Reanimação Pediátrica (PALS) da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) é a principal meta estabelecida para 2019. A definição aconteceu durante a reunião do grupo executivo e coordenadores estaduais do Programa, ocorrida neste mês, em São Paulo (SP), onde também foram apresentadas as principais realizações de 2018.

“No ano passado obtivemos alguns avanços, especialmente em relação ao formato do curso PALS, com a consolidação do novo modelo preconizado pela American Heart Association (AHA) em todos os polos do País. Além disso, um grupo de coordenadores bastante engajado conseguiu estabelecer a retomada do curso de Suporte Básico de Vida (BLS, sigla em inglês)”, informou o dr. Alexandre Rodrigues Ferreira, coordenador nacional do Programa.

De acordo com o especialista, foram reativados e formados novos polos do curso BLS nos estados do Amazonas, Paraíba, Paraná, Pernambuco e Sergipe, a fim de dar continuidade à criação de mais centros de capacitação e qualificar cada vez mais profissionais em 2019. “Os coordenadores do Rio Grande do Norte também já manifestaram interesse em oferecer o BLS. A expectativa é monitorar a demanda progressivamente também junto às outras filiadas ao longo deste ano”, pontuou.

O encontro contou com a presença do 2º vice-presidente da SBP, dr. Edson Liberal, que sinalizou a disponibilidade da entidade em apoiar o Programa, para garantir seu crescimento contínuo, destacando a relevância do PALS no contexto das iniciativas promovidas pela instituição.

SIMPÓSIO – Na reunião, foi definida ainda a grade científica do 1º Simpósio de Reanimação Pediátrica, que acontecerá em outubro, durante o 39º Congresso Brasileiro de Pediatria (CBP). A programação oficial, com datas e horários das atividades científicas, será divulgada nas próximas semanas no site do evento. Segundo o dr. Alexandre Ferreira, a participação dos pediatras é fundamental para conhecer o que há de mais recente sobre o tema.

“Será nossa primeira oportunidade de protagonizar a discussão em um congresso. Estarão em pauta tópicos sobre reconhecimento da criança em estado grave, medidas inicias de intervenção, assistência adequada em caso de parada cardiorrespiratória e ainda as recomendações de estabilização pós-parada. Todos os pediatras e intensivistas estão convidados a participar para ficar a par das últimas atualizações”, afirmou o especialista.

Durante a encontro, o grupo executivo e coordenadores estaduais do Programa debateram ainda aspectos teóricos relacionados à atualização científica da reanimação pediátrica. Além disso, foram abordadas ações para reforçar a interação com os alunos e a divulgação dos cursos junto aos pediatras, em especial através de um novo site, em fase de finalização.

POLOS – Desde sua criação, em 1998, o PALS já capacitou mais de 12 mil. Atualmente, o Programa conta com 19 polos de treinamento, totalizando 193 instrutores, devidamente treinados e qualificados para ministrar os cursos em seus respectivos polos.

As filiadas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Bahia, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Maranhão, Pará, Goiânia e o Distrito Federal oferecem o treinamento.

Os interessados em participar dos cursos oferecidos pelo Programa de Reanimação Pediátrica da SBP, devem entrar em contato com as filiadas de seu respectivo estado.


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110