Associe-se

SBP disponibiliza videoaulas sobre poliomielite e sarampo

Desde o surgimento dos primeiros casos de sarampo em Roraima (RR), a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) tem se mostrado preocupada com a situação da doença que, até então, havia sido erradicada no Brasil. Inúmeras ações têm sido feitas pela entidade, a fim de exigir das autoridades soluções de prevenção. Como parte dessas ações, a SBP disponibilizou nesta terça-feira (31) a íntegra da gravação do evento que celebrou a assinatura do manifesto de alerta para o risco de reintrodução da polimielite e do sarampo no Brasil, realizado na semana passada.

“É extremamente importante que o pediatra seja protagonista, junto aos outros profissionais de saúde, na orientação aos pais sobre a necessidade de imunizar seus filhos. Toda criança precisa ter o seu pediatra, que oriente e explique às famílias a importância das vacinas na prevenção de doenças”, enfatizou a presidente da SBP, dra. Luciana Rodrigues Silva.

Durante o evento, foram ministradas diversas aulas sobre o tema. Uma delas foi apresentada pela presidente do Comitê Nacional de Certificação da Erradicação da Polimielite, Luiza Helena Falleiros, que abordou a “Situação atual da pólio no Brasil e no mundo: corremos risco?”. Outro tema abordado foi “Sarampo: o que está acontecendo?”, ministrado pela diretora técnica da Divisão de Imunizações da Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, dra. Helena Keico Sato. “O desafio das coberturas vacinais” foi o tema da aula conduzida pela coordenadora do Programa Nacional de Imunizações (PNI), Carla Domingues.

Na ocasião, representantes da SBP e das Sociedades Brasileiras de Imunizações (SBIm) e Infectologia (SBI), em parceria com o Rotary Internacional e sob o apoio do PNI, conclamaram os profissionais de saúde, a sociedade civil organizada e toda a população a participarem da campanha de vacinação, que terá início a partir desta quarta-feira (1º de agosto) em todo o País.

ASSISTA AQUI À COBERTURA COMPLETA SOBRE A ASSINATURA DO MANIFESTO

ENGAJAMENTO – “Os pediatras são os especialistas numa faixa etária de zero a 19 anos idade, ou seja, do nascimento à adolescência. Por essa e outras razões, a pediatria tem que se envolver nas questões de prevenção de doenças infecciosas, que matam e deixam sequelas. É inconcebível no século XXI que esses riscos que estamos correndo sejam deixados de lado por todos nós”, enfatizou o dr. Clóvis Constantino, representante da SBP na cerimônia de assinatura do Manifesto.

Para ele, os pediatras não podem deixar que as fake news e os movimentos antivacinas contribuam para as falhas na cobertura vacinal e tragam de volta doenças graves. “Imunização coletiva ou individual, do ponto de vista bioético, representa um dos principais referenciais que é a beneficência em larga escala. Qualquer outro comportamento que não significa a adoção da imunização das nossas crianças, adolescentes, dos jovens, adultos e idosos, está ferindo esse referencial”, ressaltou.

WEBINAR – Outra ação desenvolvida recentemente pela SBP foi o webinar “Desafios da Vacinação no Cenário Atual”. A exposição, elaborada em parceria com a Manole Editora, contou com a participação do presidente do Departamento Científico de Imunizações, dr. Renato Kfouri. O seminário online teve apoio da Pfizer Brasil e abordou os principais tópicos referentes aos calendários vacinais da SBP e do Ministério da Saúde. Além disso, foi apresentada a responsabilidade central do pediatra na promoção da imunização de crianças e adolescentes no Brasil.

“É fundamental ampliar a consciência da população e dos próprios especialistas a respeito do tema para manter as taxas de cobertura vacinal do País em níveis adequados. No seminário comentamos todas as vacinas recomendadas pela SBP, em especial aquelas para a prevenção das doenças que voltaram a ameaçar a população, como o sarampo e poliomielite”, destacou o dr. Kfouri.

Os associados que não conseguiram acompanhar o webinar poderão acessar a videoaula em breve, a partir deste link.

GUIA DE ATUALIZAÇÃO – Ainda como forma de presentear seus associados pelo Dia do Pediatra e treiná-los na identificação e tratamento sobre o sarampo, os Departamentos Científicos de Infectologia e o de Imunizações da SBP lançaram o Guia Prático de Atualização no tema. O documento traz um panorama global da doença no mundo, destacando os recentes casos ocorridos no Brasil.

Composto por gráficos dos casos notificados nos estados do Amazonas e de Roraima e imagens ilustrativas dos sinais da doença, o Guia cita as recomendações da Organização Pan-americana de Saúde (OPAS/OMS), sobre a importância em manter a cobertura vacinal em 95% em todos os Estados brasileiros, bem como o reforço da vigilância epidemiológica. “Identificar as possíveis áreas de transmissão: a partir da notificação de caso suspeito de sarampo ou rubéola, realizar busca ativa, para a detecção de outros possíveis casos (serviços de saúde e laboratórios da rede pública e privada). Todo caso suspeito de sarampo deve ser notificado imediatamente à Secretaria Municipal de Saúde ou à Central de Vigilância”, reforça o documento, que está disponível para acesso aqui.


Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110