Associe-se

SBP e outras entidades debatem ações do Criança Feliz com ministro do Desenvolvimento Social

A dra. Ana Márcia Guimarães Alves, do Departamento Científico de Pediatria do Desenvolvimento e Comportamento da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), representou a instituição no último encontro de multiplicadores e coordenadores do Programa Criança Feliz, realizado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), em Brasília (DF). Durante três dias inteiros, gestores estaduais e do Distrito Federal trocaram experiências, conheceram casos de sucesso e debateram o que precisa melhorar na implantação das ações que buscam promover o desenvolvimento infantil no País.

“Essa iniciativa do Ministério traz um impacto positivo para o futuro do Brasil. Investir na primeira infância é melhorar o País como um todo e proporciona desenvolvimento para estas crianças, tornando-as mais saudáveis emocionalmente, com mais poder de decisões assertivas, com melhora do funcionamento intelectual e das relações sociais”, frisou a dra. Ana Márcia.

O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, participou de um dos painéis do Encontro, que aconteceu entre os dias 27 e 29 de novembro, e destacou o papel importante dos estados na execução do Programa. O secretário nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do ministério, Halim Girade, também esteva presente no evento.

“O Criança Feliz está acontecendo nos estados em função do empenho e da maneira apaixonada com que eles tratam o programa. Para o futuro do Brasil isso é muito importante. As crianças nascem de maneira semelhante, mas a primeira infância as diferencia para sempre. Foi um lema que eu vi na Colômbia e acho muito adequado ao que estamos fazendo”, disse o ministro Osmar Terra.

EXPERIÊNCIAS VIBRANTES – Na Paraíba, um dos estados escolhidos para contar sobre a experiência com o Programa, a iniciativa é encabeçada pelo Sistema Único de Assistência Social (SUAS). O Estado já acompanha quase 13 mil crianças e mulheres grávidas, em 134 municípios.

Segundo a coordenadora do programa na Paraíba, Cristina França, mesmo tendo o SUAS como o principal pilar, outras ações são agregadas ao Criança Feliz para que a família seja assistida de forma mais completa. “No fim do ano vamos lançar um diagnóstico com um panorama dos serviços em nosso Estado, para que a gente possa exigir essa intersetorialidade. Entendemos que o programa não funciona sem as outras políticas”.

Ela afirmou, ainda, que as famílias estão buscando os municípios para participar do Criança Feliz. “Fico muito feliz quando recebo dos meus supervisores mensagens dizendo que as pessoas os procuraram para aderir ao Programa”.

No encontro, a coordenadora regional também apresentou uma música feita pelos supervisores e visitadores da região.

Ouça aqui a música composta pelos supervisores e visitadores do Criança Feliz na Paraíba. Leia também o poema Primeira infância, primeiros socorros, do professor e poeta piauiense Raimundo Clementino Neto, recitado durante o evento.

BALANÇO DO PROGRAMA – De acordo com o MDS, 5.808 visitadores já estão chegando aos domicílios das famílias mais vulneráveis do Brasil, orientando os pais sobre a melhor forma de estimular o desenvolvimento integral de seus filhos. Para a dra. Ana Márcia, “o papel dos pais é viabilizar e colaborar com esta iniciativa, cobrando dos pediatras as informações sobre o desenvolvimento dos filhos e participando ativamente dos programas do governo”.

As ações do Criança Feliz integram as áreas da saúde, assistência social, cultura, educação e garantia de direitos. Entre os seus objetivos, está o estímulo ao desenvolvimento infantil na primeira infância. O programa é coordenado pelo MDS e acompanha os beneficiários do Bolsa Família desde a gestação até os 3 anos de idade. Para as famílias que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), o atendimento das crianças ocorre até os 6 anos de idade. Até o momento, 2.624 municípios aderiram à iniciativa e a visitação domiciliar já ocorre em 1.371 deles.

*Com informações da assessoria de imprensa do Ministério do Desenvolvimento Social


Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 / 8618 / 8901 / 8675 • Fax: 3081-6892 

SBP-RS • R. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520 

Memorial • Rua Cosme Velho, 381 - Cosme Velho (RJ) - CEP: 22241-125 • 21 2245-3110