carregando...
Academia Brasileira da Pediatria

Amélia Denise Cavalleiro de Macedo Ribeiro (1936-1994)

Amélia Denise Cavalleiro de Macedo RibeiroAmélia Denise Cavalleiro de Macedo Ribeiro nasceu em Belém, no dia 8 de agosto de 1936. Mulher de temperamento tranqüilo revelou-se, desde jovem, uma excelente aluna. Estudou nos colégios particulares Suíço Brasileiro e Gentil Bitencourt, em Belém. Ao longo da vida contou com o apoio financeiro dos familiares. Graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Pará (UFPA), em 1960. Assim que se formou, foi fazer residência pediátrica no serviço de Torres Barbosa, no Hospital dos Servidores do Estado no Rio de Janeiro. Durante os quatro anos que permaneceu na capital da República, foi sustentada por um tio, já que o pai, funcionário público da prefeitura de Belém, não tinha condições de fazê-lo. Durante esta temporada, fez concurso e foi aprovada como médica do “Instituto de Aposentadoria e Pensão dos Servidores do Estado” (IPASE).

Finda a residência, foi convidada para trabalhar em Brasília. Preferiu desenvolver carreira em sua terra natal. Sua trajetória concentrou-se, sobretudo, no magistério superior e na atividade clínica exercida no consultório particular e no “Instituto de Aposentadoria e Pensão dos Servidores do Estado” (IPASE). Sua vida associativa também foi intensa.

Assim, quando voltou a Belém, abriu consultório oferecido por seu tio. Em seguida organizou, com outros pediatras, a “Policlínica Infantil de Nazareth” – bairro central e luxuoso da cidade. No início dos anos 1970 montou seu consultório particular, aonde chegou a ter um cadastro de mais de 10 mil pacientes. Ao mesmo tempo, transferiu seu vínculo do IPASE para Belém vindo a atuar no Hospital dos Servidores do Estado do Pará.

Com o apoio de seu ex-professor Abelardo Santos, iniciou sua carreira no magistério superior como auxiliar de ensino e depois professora assistente no Departamento de Pediatria da Universidade Federal do Pará. Em 1967 recebeu a incumbência de chefiar o Berçário do Hospital da Santa Casa de Misericórdia do Pará, onde os alunos faziam sua prática clínica. Com a morte de Abelardo Santos (1988) assumiu a titularidade da cadeira.

No mesmo período, tornou-se membro da Diretoria da “Sociedade Paraense de Pediatria” no biênio 1967/68. A partir de então, intensificou suas atividades associativas. Em 1985 foi eleita membro do Conselho Deliberativo da “Sociedade Médico-Cirúrgica do Pará” e em 1988 membro titular da “Sociedade Brasileira de Genética” (1988) e membro associado da “Academia Americana de Pediatria” (1988). No ano seguinte foi eleita presidente da “Sociedade Paraense de Pediatria”.

Seu interesse e dedicação constantes ao desenvolvimento da Pediatria no país lhe garantiram convites regulares para participar, como conferencista, de congressos – nacionais e internacionais – e cursos de atualização e extensão em diversos estados da federação. Assim, participou de atividades em Belém como as Jornadas Médicas Paraenses, e em outras cidades do Brasil como Brasília, São Paulo, Belo Horizonte, Florianópolis, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre. Muitos Cursos Nestlé de Atualização em Pediatria, promovidos pela Sociedade Brasileira de Pediatria contaram com sua participação.

Em suas conferências tratava de temas vinculados à perinatologia, à neonatologia, à neurologia infantil, à neuropediatria e à nutrição infantil. A gestação de alto risco e a síndrome da imunodeficiência adquirida em Parturientes com vida sexual promíscua, também integraram sua agenda de preocupações. Em algumas destas atividades contou com a parceria dos Drs. Luis Torres Barbosa e de Jairo Rodrigues Valle, seus preceptores na residência do Hospital dos Servidores no Rio de Janeiro.

No início da década de 90, passou a integrar a “Academia de Medicina do Pará” como membro efetivo. No mesmo ano, tomou posse como membro permanente do Conselho Consultivo da “Sociedade Paraense de Pediatria”. Nesta associação, nos anos subseqüentes, Amélia Ribeiro foi designada membro do Comitê de Perinatologia (1991-1992) e Consultora Científica em Neonatologia (1993). Na gestão de Luiz Eduardo Vaz de Miranda à frente da Sociedade Brasileira de Pediatria (1990-1991) integrou a Comissão de Sindicância da entidade. No Rio de Janeiro, em 1993, obteve o título de especialista em Pediatria depois de ter freqüentado o curso oferecido pela Escola de Pós-Graduação Médica Carlos Chagas.

Uma vida inteira abria-se na sua frente, quando constatou a existência de um câncer. Amélia Denise Cavalleiro de Macedo Ribeiro faleceu no dia 10 de dezembro de 1994, aos 58 anos de idade, de apudoma da veia cava inferior. Desde então, tem recebido diversas homenagens da sociedade paraense. A Clínica de Pediatria da Santa Casa, onde exercia sua atividade docente, a Clínica de Pediatria do Hospital da Aeronáutica de Belém e o Parque Infantil do Clube dos Médicos, receberam seu nome.

Amélia Ribeiro foi homenageada pela Sociedade Paraense de Pediatria sendo indicada como patrono da Cadeira 27 da Academia Brasileira de Pediatria. Uma pediatra, como muitas, dedicada de corpo e alma à criança.