carregando...
Academia Brasileira da Pediatria

Homero de Mello Braga (1907-1985)

Homero de Mello BragaHomero de Mello Braga nasceu em Curitiba, Paraná, no dia 17 de dezembro de 1907. Formou-se pela Faculdade de Medicina do Paraná, em 1929, especializando-se em Pediatria e genética humana. No início de sua carreira, trabalhou em tisiologia em um Sanatório e depois em um Preventório Infantil no Paraná. Nesta instituição eram internadas crianças filhas de tuberculosos para afastá-las do contágio. Sua aproximação com a saúde da criança data deste momento. Ao longo de sua trajetória, fundiu suas preocupações científicas, em biologia, com sua prática clínica, em pediatria.

No primeiro caso, foi professor de citogenética humana, catedrático, membro da comissão de pós-graduação, do mestrado em genética humana e Diretor do Departamento de Biologia da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade Federal do Paraná. Neste ambiente dedicou parte de sua vida ao estudo do comportamento dos cromossomos durante o ciclo de divisão celular e suas implicações nas características expressas no indivíduo. As questões de esterilização, anti-concepção e abortamento com fins médicos, sócio-econômicos e genéticos, integraram o elenco de suas preocupações científicas e clínicas.

No ensino e na clínica pediátrica sua carreira profissional adquiriu uma notoriedade ainda maior. Toda sua longa vida no magistério transcorreu na Universidade Federal do Paraná (1944-1977). Ao todo foram, mais de 30 anos dedicados à formação de pediatras no estado do Paraná. Durante todos estes anos, empreendeu incontáveis iniciativas. Uma das que merece destaque refere-se à sua capacidade administrativa. Homero Braga foi capaz de transformar sua cadeira de Pediatria em cinco disciplinas, constituindo um Departamento, por ele dirigido. Em 1961, transferiu todos os setores de clínica pediátrica e a maternidade para o Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná. Lá organizou o primeiro Banco de Leite Materno do Estado. Sob a direção de seu assistente, Dr. Izrail Cat, construiu naquele hospital a primeira Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) pediátrica do Paraná. Seu pioneirismo também pode ser identificado com a abertura do primeiro curso de residência médica e de mestrado em pediatria daquele estado.

Homero de Mello Braga, ao longo de seus trinta e tantos anos de trabalho na Universidade Federal do Paraná, contribuiu para a formação de pediatras paranaenses e de outras regiões do país, uma vez que seus cursos de pós-graduação tornaram-se, rapidamente, uma referência de qualidade na formação profissional pediátrica nacional. O professor Homero Braga fundou, juntamente com a Jornalista Juril de Plácido e Silva Carnascialli, o Centro de Pesquisas e Ensino de Pediatria – Serviço de Hidratação José Rubens Lima – entidade filantrópica com objetivo de apoiar os projetos de pesquisa do Departamento de Pediatria da Universidade Federal do Paraná.

A par de todas as atividades docentes, Homero Braga, durante seus 50 anos de atividade (1930-1980) cuidou, como pediatra, diretamente, da saúde de crianças que foram ao Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, ao Hospital de Crianças César Pernetta, ao Preventório Infantil, ao Dispensário Infantil da Liga Paulista contra a Tuberculose e ao Posto de Puericultura “Dr. Trajano Reis”. Estes dados demonstram ser incontável o número de pacientes que atendeu.

Não descuidou de sua vida associativa. Em 1934, com César Pernetta, Júlio Moreira e outros profissionais paranaenses, fundou e depois presidiu a Sociedade Paranaense de Pediatria. Em termos pediátricos, atuou ainda na Associação de “Assistência à Criança do Paraná”, na “Associação de Puericultura de Curitiba”, na “American Academy of Pediatrics” e na “Sociedade Brasileira de Pediatria”. Preocupava-se, sobretudo, com a formação continuada do pediatra. Foi ainda membro da “Associação Médica Brasileira” e da “Associação Médica do Paraná”, onde chegou a ser presidente.

Em relação à biologia e à genética, foi membro da “Sociedade Brasileira de Genética”, da “Associação Latino-americana de Genética” e da “American Association for the Advancement of Science”. Quanto à tisiologia, foi, nos anos 40, sócio fundador, secretário e presidente da “Sociedade Paranaense de Tisiologia”.

Na década de 1940, organizou o programa de rádio “Hora da Mulher”, transmitido pela Rádio Clube Paranaense, onde prestava informações sobre a saúde da mulher e da gestante. Foi cronista nos periódicos “A Tarde”, “O Dia” e “Gazeta do Povo”.

Homero de Mello Braga faleceu em 15 de setembro de 1985. Foi homenageado pela Sociedade Paranaense de Pediatria, sendo indicado como patrono da Cadeira 18 da Academia Brasileira de Pediatria.