carregando...
Academia Brasileira da Pediatria

João Carlos de Souza Filho (1922-1968)

João Carlos de Souza FilhoJoão Carlos de Souza Filho nasceu no dia 27 de janeiro de 1922 na cidade de Alegre, no interior do estado do Espírito Santo. Seu pai, quando criança, havia residido em uma casa de chão batido, com parede de estuque. Ainda jovem, seu pai foi tentar a vida no Rio de Janeiro. Lá aprendeu o ofício de dentista prático e protético. Voltando ao Espírito Santo com esta habilidade, logo conseguiu do que se manter. Além de ser dentista prático, seu pai foi caixeiro viajante e dono de uma pensão e hospedaria, onde João Carlos de Souza Filho trabalhava para ajudar a família. Foi neste ambiente de muito esforço e vontade de viver que cresceu.

Prestou concurso e fez medicina na prestigiosa Faculdade Nacional de Medicina da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro, concluindo o curso em 1948. Durante a graduação, conseguiu ser aprovado em concursos e fez estágios no Hospital Central da Marinha, no Hospital Pedro II, na Maternidade da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro e na Clínica Médica da Faculdade Nacional de Medicina. No final do curso, foi interno do Serviço de Puericultura e Clínica da Primeira Infância. Sua formação foi bastante diversificada, mas seu interesse pela pediatria já podia ser identificado.

Ao se formar, conseguiu postos de trabalho em Colatina, interior do estado do Espírito Santo. Lá foi Pediatra do Serviço Especial de Saúde Pública e Professor de Puericultura do Curso de Formação de Professores no Colégio Conde de Linhares. Em 1951, mudou-se para Vitória, onde conseguiu um posto de professor de Higiene Infantil e pré-escolar no Departamento Estadual de Saúde do Espírito Santo, de Puericultura na Escola Técnica do Serviço Social e no Colégio Americano. No ano seguinte conseguiu ser aprovado nos concursos para Pediatra do “Serviço Social da Indústria” (SESI), do “Serviço Social do Comércio” (SESC) e do “Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Comerciários” (IAPC). Com quatro anos de formado João Carlos de Souza Filho já estava inserido no mercado de trabalho médico da capital do estado em que nasceu.

Atuou como professor em diferentes cursos oferecidos para Assistentes Sociais, Auxiliares de Enfermagem e Biólogos.

Em 1954, passou a ser Chefe de Enfermaria do Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória, sede do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Espírito Santo.

A partir de então, João Carlos de Souza Filho passou a trabalhar, pela manhã, no “Hospital Infantil Nossa Senhora da Glória”. Lá atendia e orientava alunos, internos e residentes. Na parte da tarde, atendia seus pacientes particulares no consultório, onde conquistou significativa clientela. Encontrava tempo, ainda, para fazer plantões no “Serviço Social da Indústria” (SESI), no “Serviço Social do Comércio” (SESC) e no “Instituto de Aposentadorias e Pensões dos Comerciários” (IAPC). Seu tempo era, ainda, ocupado com ações filantrópicas em uma residência de pupilos: instituição sem fins lucrativos que zelava por crianças pobres e órfãs.

Publicou, com Jolindo Martins, artigos e trabalhos sobre aspectos médico-sociais da infância no “Jornal de Pediatria” e na “Pediatria Prática”.

Assim que se formou passou a militar nas principais associações profissionais existentes. Foi sócio efetivo, 1º Secretário, Secretário Geral e Presidente da “Associação Médica do Espírito Santo” (1958-1961). Foi Diretor e fundador do Boletim Informativo e da Revista de Medicina da Associação Médica do Espírito-Santo. Além disso, foi membro do Conselho Regional de Medicina do Espírito Santo, da “Associação Médica Brasileira” e da “Sociedade Brasileira de Alergia”. Em 1966, foi Professor no Curso Nestlé de Atualização em Pediatria, realizado em Vitória e promovido pela “Sociedade Brasileira de Pediatria”.

João Carlos de Souza Filho faleceu no dia 13 de setembro de 1968, subitamente, de enfarte agudo do miocárdio. Sua vida teve fim quando tinha apenas 46 anos de idade. A sobrecarga de trabalho talvez explique este triste fato. O enfarte surpreendeu a todos. No momento exato do incidente, João Carlos de Souza Filho estava em seu consultório, esperando entrar mais um paciente em sua sala, na companhia de seu filho Márcio Carlos Couto de Souza, hoje cardiologista. Uma vida toda estava à sua frente. Os 14 anos que dedicou ao magistério e a seus pacientes públicos ou privados foram suficientes para revelar o grande pediatra e cidadão que estava por traz daquele homem.

João Carlos de Souza Filho foi homenageado pela Sociedade Espiritossantense de Pediatria sendo indicado como patrono da Cadeira 22 da Academia Brasileira de Pediatria.