carregando...
Academia Brasileira da Pediatria

Núbia Mendonça (Titular)

FORMAÇÃO PRÉ-UNIVERSITÁRIA

Iniciou o curso primário em 1951 em Ilhéus, Bahia, no Colégio Nossa Senhora da Vitória, concluindo-o em 1955 no Rio de Janeiro, RJ, no Colégio Regina Coeli.

Curso Secundário no Colégio Regina Coeli (2 primeiros anos) e Colégio Nossa Senhora da Vitória (2 últimos anos), finalizando o curso ginasial em 1959 e cursando o Científico no Instituto Municipal de Educação, em Ilhéus (1º ano) e no Colégio 2 de Julho, em Salvador, Ba, concluindo-o  em 1962.

Paralelamente fez o Curso de Inglês com professoras particulares (Ilhéus e Rio de Janeiro) e na EBEC (Salvador), durante 8 anos.

FORMAÇÃO UNIVERSITÁRIA

Em 1963, após aprovação no exame de vestibular, matriculou-se na Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública, em Salvador, sendo bolsista do 2º ao 6º ano como premiação pelo 1º lugar durante todos os anos de Faculdade, colando grau de Médico em 3 de dezembro de 1968.

Em 1969, tendo sido aprovada na seleção na Residência em Pediatria dos Hospitais da Cruz Vermelha Brasileira e do Menino Jesus, em São Paulo – SP, optou pelo primeiro, aonde exerceu as funções de Médica Residente de 1º e 2º ano, tendo sido convidada a concorrer a uma nova Residência em Patologia Clínica para assumir a Chefia do Laboratório de Patologia Clínica do Hospital da Cruz Vermelha.

Prestou Concurso para a Residência em Patologia Clínica no Hospital do Servidor Público Estadual, cursando-a nos anos de 1971 e 1972.  Durante o 2º ano da Residência, iniciou a reorganização do Laboratório do Hospital da Cruz Vermelha, mas ao final de 9 meses percebeu que só a prática pediátrica diária a satisfaria, e optou por voltar à Bahia, o que ocorreu em 22 de dezembro de 1972, após término da sua 2ª Residência Médica.  Disputou em Concurso o Título de Especialista em Patologia Clínica, obtendo a titulação.

ATIVIDADES PROFISSIONAIS E CIENTÍFICAS

Iniciou suas atividades no Pronto Socorro Pediátrico, em Salvador, em 1º de fevereiro de 1973, orientando desde o primeiro momento o Internato em Pediatria da Escola Bahiana de Medicina.  Em 07 de abril do mesmo ano foi convidada pelo Dr Jorge Bahia de Carvalho a assumir a Preceptoria da Residência em Pediatria do Hospital Martagão Gesteira, cargo que ocupou até 1978.  Ainda em setembro de 1973 foi convidada a chefiar a Enfermaria de Pediatria da Promédica (transferida em seguida para o Hospital Prof Jorge Valente) com a orientação do Internato em Pediatria da Escola Bahiana de Medicina e Faculdade de Medicina da UFBA, cargo que ocupou até janeiro de 1988, quando teve que fazer a opção de continuar exercendo a Oncologia Pediátrica exclusiva.

Em fevereiro de 1975, a convite do Prof Nelson Barros, fez o concurso para Auxiliar de Ensino da Faculdade de Medicina da UFBa, tendo sido aprovada em 2º lugar, cargo que exerceu até fevereiro de 1977, quando fêz a sua 1ª grande opção pela Oncologia Pediátrica, demitindo-se então da Universidade.

Em outubro de 1976, em virtude da grande afluência de crianças com doenças malignas ao Hospital Martagão Gesteira, sentindo uma forte atração por todas estas crianças e não havendo Especialista no Estado, decidiu iniciar a especialização, estimulada pelo Dr Roque Salvador Andrade e Silva, Oncologista Clínico que se ocupava destas crianças e pelo Dr Jorge Bahia de Carvalho, então Diretor do Hospital Martagão Gesteira.  Foi a Buenos Aires estagiar no Serviço de Oncologia Pediátrica do Hospital de Niños, chefiado pela Dra Angela Cebrián Bonasena, lá permanecendo nos meses de outubro e novembro.  Na sua ausência, a 17 de outubro, era inaugurado o Centro de Oncologia Infantil (COI) do Hospital Martagão Gesteira, primeiro serviço especializado em Hospital Pediátrico no país.   Em seu retorno, dezembro de 1976 organizou e implantou as rotinas do COI e assumiu a sua chefia, passando a contar com o rodízio de Internos e Residentes em Pediatria.

Em setembro de 1978 ganha uma bolsa de estudos concedida pelo Ministério da Saúde, e sob a indicação do Prof Humberto Torloni (SP), e vai para Paris aonde estagiou até setembro de 1979 no Institut Gustave Roussy (Villejuif) até setembro de 1979, no serviço chefiado pela Dra Odile Sxhweisguth e a seguir o Prof Jean Lemerle.  O IGR é o maior Hospital de tratamento e pesquisa de câncer na Europa, e o Serviço de Oncologia Pediátrica  foi o 1º a ser organizado em todo o continente e sendo o maior serviço até os nossos dias.  Durante o período em que lá esteve, foi considerada pelo Prof Lem,erle como a melhor estagiária estrangeira que já havia passado pelo Serviço.

Retornando à Bahia em outubro de 1978, concentra o seu trabalho no Hospital Prof Jorge Valente (Chefia do Serviço de Pediatria e orientação do Internato), no Hospital Martagão Gesteira ( chefia do COI, orientação do Internato em Pediatria e do Estágio Médico em Oncologia Pediátrica) e na ONCO – Sociedade de Oncologia da Bahia, como Especialista e recebendo também Internos e Médicos para Estágio sob a forma de rodízio, mantendo estas atividades até janeiro de 1988 quando passa a exercer exclusivamente a Oncopediatria, permanecendo à frente do COI e do Serviço de Oncologia Pediátrica Dr Jorge Bahia de Carvalho  (ONCO), funções que exerce até a presente data.

Participa de todos os primeiros movimentos no país em prol da criança com cêncer e participa da fundação da Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (SOBOPE) em 1981.

Em 1985 é convidada pelo Dr Alois Bianchi(SP) a concorrer à Presidência da SOBOPE e é eleita com chapa única em agosto de 1985.  Seu mandato termina em agosto de 1987, durante do III Congresso Brasileiro de Oncologia Pediátrica, realizado em Salvador, do qual foi Presidente.  Não houve apresentação de outra chapa parao biênio 87-89, e foi reeleita por aclamação Presidente da SOBOPE em agosto de 1987.  O mandato estendeu-se até abril de 1990, quando foi realizado o IV Congresso Brasileiro, em Curitiba.  Mais uma vez não houve chapa, mas não abriu mão de passar a Presidência para outro Colega.

Em 1986 é formado o Grupo Cooperativo Brasileiro em Oncologia Pediátrica (GCBOP) e é escolhida unânimente pelos pares como Presidente, com gestão de 04 anos que se encerrou em abril de 1990 simultâneamente com o mandato da SOBOPE.  O GCBOP teve o excepcional mérito de normatizar o tratamento da criança com câncer no Brasil através dos Protocolos Cooperativos, coordenados por experts distribuídos por todo o país.  Hoje, o nosso estudo sobre Tumor de Wilms representa a 3ª casuística mundial, e o maior número de pacientes registrados é da Bahia, através do COI e da ONCO.  Os nossos resultados estão se comparando ao das estatísticas internacionais.

Durante os anos de 1986 a 1990 exerceu a Presidência dos 3 órgãos que se ocupam da criança com câncer no país: SOBOPE, GCBOP e o Comitê de Oncologia (Onco/Hemato) da Sociedade Brasileira de Pediatria.

Em 5 de janeiro de 1988 funda com outros médicos, amigos e pais de pacientes o Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC), entidade filantrópica sem fins lucrativos, com objetivo de garantir à criança carente do Estado condições de fazer todo o seu tratamento e obter a cura.  O GACC teve as suas atividades iniciadas em 20 de janeiro de 1988, com a inauguração da Casa da Criança com Câncer, que atingiu a marva de 500 famílias atendidas do interior do Estado exatament no dia 05 de janeiro de 1996, quando completava 8 anos de existência.   O GACC já foi considerado de Utilidade Pública Municipal e Estadual, e foi premiado como Organização Não Governamental pela SOBAPE na Solenidade de Abertura do XXVIII Congresso Brasileiro de Pediatria, realizado em Salvador, em 1993.

Convidada pelo Prof Nelson Barros a candidatar-se à Presidência da Sociedade Bahiana de Pediatria (SOBAPE),  foi eleita através de chapa única em janeiro de 1990, assumindo em maio/90, tendo na sua gestão formado um fundo de reserva para a compra da sede definitiva da Sociedade e captado o Congresso Brasileiro de Pediatria de 1993 para Salvador.

A partir de 1991 faz parte da Disciplina de Pediatria da Escola Bahiana de Medicina a convite do Prof Nelson Barros e com análise de curriculum vitae.

Em 1994 é convidada pela Dra Conceição Sègre a Presidir o Comitê de Onco-Hematologia da Sociedade Brasileira de Pediatria(SBP), gestão 94-96 – Presidente: Dr Mário Santoro, cargo que volta a ocupar a convite do Dr Sérgio Cabral, atual Presidente da SBP para a gestão 96-98.
Em agosto de 1996  recebe o Título de Especialista em Oncologia Pediátrica, concedido pela Sociedade Brasileira de Pediatria e pela Sociedade Brasileira de Cancerologia.

Ainda em agosto de 1996 é convidada para presidir o Comitê de Oncologia Pediátrica – Ásrea de Educação da Sociedade Brasileira de Cancerologia, pelo Prof Adonis de Carvalho, atual Presidente da SBC.

É homenageada através de diplomas, placas ou comendas em:
Agosto 1989 – Lions Clube Salvador Centro
Outubro 1989 – Associação Bahiana de Medicina – Diploma de Honra ao Mérito
Outubro 1990 – Clube dos Médicos da Bahia – Destaque Médico
Outubro 1991 – UNICEF  – implantação do Estatuto da Criança e do Adolescente
Dezembro 1991 – Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil – Honra ao Mérito
Agosto 1992 – Liga Bahiana Contra o Câncer – grau de Cavaleiro
Agosto 1994 – União das Prefeituras da Bahia – Mérito Municipalista
Outubro 1994  Sociedade Israelita da Bahia
Março 1995 – Associação Comercial da Bahia/Conselho da Mulher Executiva – Prêmio Sensibilidade e Liderança, outorgado pela 1ª vez e por unanimidade.
Agosto 1995 – Câmara Municipal de Ilhéus – Comenda do Mérito Legislativo
Agosto 1995  – Câmara do Comércio e Turismo – Mulher 95
Outubro 1995 – Câmara Municipal da Cidade do Salvador – Título de Cidadã.
Março 1996 – TV Bahia/Globo – Dia Internacional da Mulher
Dezembro 1996 – Empresariado Bahiano – Personalidade do Ano
Agosto 1996 – TV CNT/Aratu – Programa Álvaro Guimarães – Mulher Guerreira

Convidada em 1994, 1995 e 1996 para participar da publicação “Who´s who” em Medicina , indicada pela sra Gloria Parisoto, artista plástica e poeta radicada em Nova York.

Ainda concernete às atividades científicas, foi Membro Fundador da SOBAPE, da SOBOPE e Membro atuante das: Sociedade Brasileira de Pediatria, Sociedade Brasileira de Cancerologia, SOBAPE, SOBOPE, Associação Brasileira de Adolescência, Sociedade Latino-Americana de Oncologia Pediátrica (SLAOP), Sociedade Internacional de Oncologia Pediátrica (SIOP), Sociedade Internacional de Histiocitoses.

Participou da Comissão Científico de diversos Congressos Brasileiros de Pediatria e/ou Oncologia Pediátrica e/ou Cancerologia.

Em março de 1996 é indicada pelo Exmo Sr Secretário Estadual de Saúde, Prof Dr José de Magalhães Neto  a compor o Comitê Estadual de Combate à Mortalidade Infantil, tendo sido escolhida como Presidente , por unanimidade, por seus pares.

Atualmente exerce as funções de : Chefe do Centro de Oncologia Infantil do Hospital Martagão Gesteira e da ONCO- Sociedade de Oncologia da Bahia, Secretária Científica da Associação Bahiana de Medicina, Diretora de Relações Institucionais do Grupo de Apoio à Criança com Câncer, Presidente do Comitê Estadual de Combate à Mortalidade Infantil, Presidente do Departamento de Onco/Hematologia da SBP e Presidente dao Comitê de Oncologia Pediátrica/Área de Educação da SBP.