carregando...

Junqueira Lisboa (1988/89): pioneiro da Pediatria em Brasília

Antonio Márcio Junqueira Lisboa nasceu em 1927, em Leopoldina (MG). A opção pela Medicina foi influenciada pelo ambiente familiar. Seu pai (Irineu Lisboa), seu avô (Antonio Maximiano Xavier Lisboa) e seu tio paterno (Gaspar Lisboa) foram importantes médicos em Minas Gerais. Ainda jovem, Junqueira Lisboa acompanhava seu pai em algumas campanhas de educação sanitária e frequentava o Serviço de Radiologia, onde ele trabalhava. Na segunda metade dos anos de 1940, Junqueira Lisboa cursou a Faculdade Nacional de Medicina da então Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro. Fez estágio em Clínica Médica na Clínica Obstétrica da Maternidade Escola, foi interno da Clínica Pediátrica e trabalhou na Policlínica Geral do Rio de Janeiro e no Hospital Carlos Chagas.

Formou-se em 1950 e um ano depois foi aprovado no Concurso para Clínica Médica do Ministério da Aeronáutica. Trabalhou no Hospital da Aeronáutica, no Campo dos Afonsos, e depois no Hospital Central da Aeronáutica, no Rio de Janeiro. Na mesma época, abriu seu consultório particular na Clínica Sorocaba, em Botafogo. Em 1954, fez estágio de um ano no Serviço de Pediatria do Walter Reed Army Hospital, em Washington, nos EUA. De volta ao Brasil, foi aprovado no concurso do Serviço de Pediatria do Hospital dos Servidores do Estado (HSE) e lotado na Maternidade e Policlínica Alexander Fleming, em Marechal Hermes – pioneira na integração obstétrico pediátrica e no atendimento aos recém-nascidos, na sala de partos.

Junqueira Lisboa foi um dos mentores dessa prática pediátrica neonatal. Em 1957, foi eleito chefe do Serviço de Pediatria e depois vice-diretor da maternidade. Em 1961, foi transferido para o HSE com a missão de organizar um setor com as mesmas características no Serviço de Pediatria. Assumiu o Berçário do HSE e organizou a primeira Residência Médica em Neonatologia (R3) do País.

Em 1967, foi convidado para organizar a Assistência, o Ensino e a Pesquisa em Pediatria, na recém-criada Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Brasília. Na mesma época, foi aprovado no concurso para professor titular de Pediatria da Faculdade de Ciências da Saúde (FCS) da Universidade de Brasília (UNB). Trabalhou na Unidade Integrada de Saúde de Sobradinho desta universidade até 1975, chegando a atuar como diretor. Até hoje desempenha suas funções de docente. Com o tempo, implementou várias atividades de ensino e assistência nos departamentos de Medicina Individual, Medicina Integral, Medicina Geral e Comunitária, no Internato e na Residência de Pediatria.

Possui extensa produção bibliográfica em temas relacionados a questões técnicas da Pediatria e sobre formação profissional. Ministrou diversos cursos de extensão, desenvolveu diferentes projetos de pesquisa e atuou como professor visitante em universidades brasileiras e estrangeiras.

Sua vida associativa é tão ampla quanto sua atividade profissional. Foi fundador, membro, secretário e presidente do Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro, da Sociedade de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro e do Conselho Regional de Medicina do Estado da Guanabara. Em Brasília, participou ativamente do Centro de Estudos Perinatais do Planalto Central, da Sociedade de Pediatria de Brasília, da Associação Médica de Brasília, do Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal, do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal, da Academia de Medicina de Brasília, da Academia Nacional de Medicina, da Associação Brasileira de Educação Médica e da Associação Médica Brasileira. Fora do Brasil, integra a Sociedade Latino-americana de Perinatologia e a American Academy of Pediatrics.

É membro da Sociedade Brasileira de Pediatria, desde 1953. Participo de diferentes comitês, comissões específicas e do Conselho Acadêmico da entidade, até ocupar a Presidência entre 1988/1989.