carregando...

Olympio Olinto de Oliveira (1928/29 e 1932): patriarca da família pediátrica brasileira

Nasceu em Porto Alegre, em 1866, e graduou-se pela Faculdade Nacional de Medicina em 1887. Começou sua vida profissional em Porto Alegre e transferiu-se para o Rio de Janeiro em 1918, quando iniciou, juntamente com Fernandes Figueira, intensa atividade em favor da criança no Instituto Fernandes Figueira (antigo Hospital Artur Bernardes).

Dedicou-se intensamente à formação de pediatras e à implementação de políticas públicas de proteção à criança. No Rio de Janeiro, participou, com Fernandes Figueira, da fundação da Sociedade Brasileira de Pediatria, em 1910. No fim dos anos 20, criou, com Américo Augusto, a revista científica Arquivos de Pediatria.

Assumiu a presidência da SBP em 1928, quando fez a primeira reforma do estatuto da Sociedade e dinamizou o Jornal de Pediatria, órgão oficial da entidade.

Na década de 30, foi chefe da Inspetoria de Higiene Infantil. Em 1940, criou e dirigiu o Departamento Nacional da Criança, que tinha por objetivo combater a mortalidade infantil, e ministrou Cursos de Puericultura e Administração, destinados à formação de puericultores nos serviços regionais.

Foi homenageado pela SBP ao ser indicado patrono da cadeira 4 do seu Conselho Acadêmico.