carregando...

Rinaldo De Lamare (1948/49): clínico da mesa de cabeceira das mães do Brasil

Rinaldo Vitor De Lamare nasceu em 1910 em Santos (SP) e graduou-se em Medicina em 1932 pela Faculdade Nacional de Medicina no Rio de Janeiro, atual UFRJ.

Seguindo a filosofia do self-demanding, pela qual a criança deve ser atendida sempre que solicitar, lançou o livro A vida do bebê, em 1941. A publicação foi um enorme sucesso: tornou-se livro de cabeceira de mães de várias gerações e projetou De Lamare nacional e internacionalmente, aumentando consideravelmente os atendimentos em seu consultório. O pediatra chegou a fazer 40 consultas por dia. Em 1964, visando oferecer orientações sobre o crescimento e a saúde de crianças entre 2 e 16 anos, lançou A vida de nossos filhos.

Teve atuação destacada também em gestão de políticas públicas que afetam a criança, sobretudo na década de 1960. Na ocasião, foi diretor do Departamento Nacional da Criança do Ministério da Saúde, membro do Conselho Técnico de Saúde da Secretaria do antigo Estado da Guanabara e diretor superintendente da Liga Brasileira de Assistência (LBA).

Tornou-se um dos nomes mais conhecidos da Pediatria brasileira. Foi professor titular de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFRJ no fim dos anos 70 e formou gerações de pediatras.

De Lamare foi presidente da Academia Nacional de Medicina, participou de várias sociedades médicas no Brasil e no exterior e viajou a vários países, participando de congressos científicos e ministrando conferências. Dedicou quase 30 anos de vida à SBP, presidindo-a entre 1948 e 49.