carregando...

Walter Telles (1968/69): clínico, docente, militante e divulgador da Pediatria

Walter Telles nasceu em 1912, em Santa Rita do Sapucaí (MG), e se formou em Medicina em 1933, pela então Faculdade Nacional de Medicina da Universidade do Brasil, atual Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Começou a carreira como higienista da Prefeitura Municipal de sua cidade natal e, no início da década de 1940, tornou-se médico concursado do Hospital Infantil Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro. Na mesma época, foi assistente de ensino na Faculdade Nacional de Medicina. Em 1945, tornou-se livre-docente, começou a frequentar as reuniões da Sociedade Brasileira de Pediatria e a publicar livros sobre cuidados com a criança, destinado a pediatras e mães.

A carreira de Walter Telles se divide em quatro vertentes: o atendimento a milhares de crianças e como diretor do Hospital Infantil Getúlio Vargas e da Policlínica Geral do Rio de Janeiro; a formação de gerações de pediatras na Faculdade Nacional de Medicina; a dedicação à construção da Sociedade Brasileira de Pediatria; e a produção de obras científicas.

Livre Docente e depois catedrático da cadeira de Puericultura e Clínica da Primeira Infância da Faculdade Nacional de Medicina, Walter Telles desenvolvia ainda atividades de pesquisa no Instituto de Microbiologia da Universidade do Brasil. Ao se aposentar, em 1972, tornou-se professor titular da Faculdade de Medicina da Universidade Federal Fluminense.

Dr. Telles também teve grande destaque como autor de livros e artigos científicos para o Jornal da Pediatria, abordando temas como eritoblastose fetal, obstrução intestinal por áscaris, problemas no emprego dos antibióticos e oxiurose na infância. Obras de sua autoria, como E agora, mamãe? – cartas sobre a criação do bebê (1947) e Manual Prático de Pediatria de Urgência (1952), tornaram-se livros de cabeceira para gerações de mães. A atividade que lhe deu maior visibilidade pública junto à categoria, porém, foi a de diretor dos Cursos Nestlé de Atualização em Pediatria, organizados de forma itinerante por ele, desde 1956.

Nos 40 anos de dedicação à SBP, Dr. Telles foi tesoureiro, vice-presidente e presidente. Preocupava-se, sobretudo, em democratizar, descentralizar e tornar a SBP uma entidade nacional, e empenhou-se pessoalmente em fazer com que as associações regionais de Pediatria se filiassem a ela.