carregando...

Pediatria do Cone Sul intensifica trabalho conjunto

Reportagem 11/12/2014
Presidentes das Sociedades de Pediatria do Cone Sul
Presidentes das Sociedades de Pediatria do Cone Sul

O Fórum das Sociedades de Pediatria do Cone Sul (Fospecs) se reuniu, dias 28 e 29 últimos, em Assunção, no Paraguai. Os dirigentes discutiram a Semana de Vacinação nas Américas, marcada para 27 de abril a 01 de maio de 2015, para reforçar a importância da imunização, o trabalho conjunto com o Unicef, e outras ações para a garantia de que crianças e adolescentes tenham acesso ao atendimento especializado na região. “O pediatra deve ser o médico de cabeceira dos pacientes”, salientou o dr. Eduardo Vaz.

“Estamos trabalhando com o Currículo elaborado pelo Global Pediatric Education Consortium (GPEC), discutindo como criar condições e normas para o intercâmbio entre os preceptores e residentes que estão nas unidades que já iniciaram sua implantação”, informa o dr. Dioclécio Campos Jr., representante da Sociedade, secretário-executivo do Fospecs e diretor do GPEC, a aliança mundial que representa mais de 50 países. No Brasil, em 2015 serão 11 os serviços com a residência em pediatria de três anos e conteúdo baseado na lógica do novo currículo. Há também três na Argentina e um no Paraguai.

Dois documentos foram aprovados em Assunção – um que assinala a importância da unidade institucional da pediatria e outro que se opõe ao trabalho infantil, a propósito de recente legislação aprovada na Bolívia. Participaram os presidentes e assessores das Sociedades da Argentina, Paraguai, Chile, Bolívia, Uruguai e Brasil.

Dirigentes reunidos em Assunção. Pela SBP, drs. Dioclécio Campos Jr. (1º à esq. em pé) e Eduardo Vaz (6º)
Dirigentes reunidos em Assunção. Pela SBP, drs. Dioclécio Campos Jr. (1º à esq. em pé) e Eduardo Vaz (6º)