carregando...

SBP e MEC reforçam trabalho conjunto na formação pediátrica

Reportagem 13/01/2015
Sandra Grisi, Eduardo Vaz, Vinicius Ximenes, Sonia Pereira e Dioclécio Campos Júnior (foto: Bruno Peres)
Sandra Grisi, Eduardo Vaz, Vinicius Ximenes, Sonia Pereira e Dioclécio Campos Júnior (foto: Bruno Peres)

Dr. Eduardo Vaz, a diretora de Ensino e Pesquisa, Sandra Grisi, e o representante da Sociedade no Global Pediatric Education Consortium (GPEC) – a aliança mundial que reúne mais de 50 países e é integrada pela SBP –, Dioclécio Campos Júnior, foram recebidos nessa segunda-feira, 12 de janeiro, no MEC, em Brasília, pelo diretor de Desenvolvimento da Educação em Saúde, Vinícius Ximenes Muricy da Rocha e pela coordenadora geral das Residências em Saúde, Sônia Regina Pereira. “Foi excelente”, define o presidente da SBP, sobre o encontro que deu continuidade ao trabalho de garantir mais qualidade na formação do pediatra e no qual entregou ao dr. Vinicius a versão impressa do Currículo Pediátrico Global, elaborado pelo GPEC.

Salientando a importância que teve no processo o ex-ministro José Henrique Paim, dr. Dioclécio frisa a afinidade de ideias entre os dirigentes do MEC e as lideranças da pediatria. “Sônia Pereira contribuiu muito com o debate, com sua experiência e identificação com a causa das melhorias que tanto contribuirão para a saúde de crianças e adolescentes”, diz. Sobre dr. Vinicius, a receptividade não podia ser melhor, informa. O documento levado pela SBP foi assinado por ele e será levado às demais instâncias do Ministério.

Os dois dirigentes do MEC também aceitaram o convite da SBP para participar do Fórum Internacional de Educação Pediátrica, que será realizado durante o Congresso Brasileiro de Pediatria, no Rio de Janeiro, nos dias 14 e 15 de outubro de 2015. Na oportunidade, será feita a primeira avaliação conjunta, entre a Comissão Nacional de Residência Médica (CNRM) e a SBP, sobre os 11 programas que já aderiram à Residência em Pediatria de três anos.

A SBP tem atuado junto ao MEC, contribuindo para a atualização do conteúdo da Residência, o que leva também ao aumento do tempo de treinamento em serviço de dois para três anos, mudança que já ocorre desde 2014 na Universidade de São Paulo/ SP, Universidade de Brasília/ DF; Hospital Pequeno Príncipe /Curitiba, PR; Hospital dos Servidores /Rio de Janeiro, RJ e Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira /Recife, PE e que começa agora em 2015 na Universidade Federal de Minas Gerais /BH, MG; Hospital Infantil Albert Sabin /Fortaleza, CE; Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina / Florianópolis, SC; Hospital Infantil Joana de Gusmão/ Florianópolis, SC; Faculdade de Medicina de Botucatu /SP e Universidade Federal do Rio Grande do Sul /Porto alegre, RS. Ao mesmo tempo, a Sociedade tem participado ativamente de articulação internacional, junto ao GPEC e ainda particularmente com as sociedades do Cone Sul.

Leia a íntegra do documento entregue ao MEC.

Saiba mais, sobre o processo, relendo informações do portal da SBP