carregando...

Teste do coraçãozinho é incorporado à triagem neonatal do SUS

Saiu na imprensa 13/06/2014

 Dados da Sociedade Brasileira de Pediatra indicam que, em cada mil bebês nascidos vivos, de oito a 10 podem apresentar malformações congênitas

AGÊNCIA BRASIL

Distrito Federal – Portaria do Ministério da Saúde publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União incorpora a oximetria de pulso, conhecida como teste do coraçãozinho, como parte da triagem neonatal do Sistema Único de Saúde (SUS).

O exame é capaz de detectar precocemente cardiopatias graves e diminui o percentual de recém-nascidos que recebem alta sem o diagnóstico de problemas que podem levar ao óbito ainda no primeiro mês de vida.

Dados da Sociedade Brasileira de Pediatra indicam que, em cada mil bebês nascidos vivos, de oito a dez podem apresentar malformações congênitas e, desses, dois podem apresentar cardiopatias graves, em que há a necessidade de intervenção médica o mais rápido possível.

Leia aqui o texto direto no site do jornal.

Releia a entrevista “Para o coraçãozinho bater melhor” com dr. Jorge Afiune, publicada no SBP Notícias 63, pg 8 e 9

Associado, reveja também sobre o Teste do Coraçãozinho, nas “Aulas Práticas em Vídeo”, no espaço SBP Residente e saiba mais!