carregando...

DCs de Imunizações e de Infectologia divulgam primeiro documento científico conjunto

Departamentos Científicos 29/09/2016

medicos-reunidos

Os Departamentos Científicos de Imunização e Infectologia da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) realizaram um feito inédito nesta semana, ao lançarem, de forma conjunta o documento Prevenção da Dengue – Vacina. O texto, que também contou com contribuições das Sociedades Brasileiras de Imunizações e de Infectologia recomenda, em nível individual, em seus calendários, o uso rotineiro da vacina da dengue para pessoas de 9 a 45 anos que vivem em região de risco para a doença, no esquema habitual de três doses (0, 6 e 12 meses).

Para ler a íntegra do documento, acesse aqui.

O trabalho realizado pelos DCs coordenados pelo dr Renato de Ávila Kfouri (Imunizações) e Marco Aurelio Palazzi Sáfadi (Infectologia) traz dados sobre a doença, o vírus, informações de segurança, recomendações de uso e contraindicações, entre outros tópicos. O texto alerta ainda que discussões aprofundadas em relação à logística, coberturas esperadas, dados de eficácia e proteção de grupo, duração de proteção e questões econômicas devem ser mais bem avaliadas para sua introdução no Programa Nacional de Imunizações (PNI).

A SBP conta com 32 Departamentos Científicos (DCs), que desenvolvem ações de qualificação da assistência. “Os DCs representam uma parte muito significativa da nossa Sociedade. Neles, estão os profissionais que produzem o conhecimento da pediatria brasileira em diversas áreas. Eles são os responsáveis por atualizar o conhecimento entre os sócios, fomentar pesquisas, desenvolver diretrizes e colaborar na organização de eventos científicos e técnicos. Essas fortalecem a atuação pediátrica, dando condições aos profissionais de assegurar a integralidade dos cuidados dispensados”, frisou a presidente da SBP, dra Luciana Rodrigues Silva.