carregando...

Diretor de Integração Regional visita filiada do Piauí e oferece apoio a projetos locais de fortalecimento da entidade

SBP em Ação 27/04/2017
sopepi-2017-1
Diretor de Integração Regional da SBP, dr Fernando Barreiro, acompanhou o presidente da Sopepi, dr Alberto de Almeida Burlamaqui do Rêgo Monteiro, em inspeções a espaços com condições para abrigar o futuro congresso.

 

O Piauí deve sediar, em breve, um congresso de pediatria. A meta é que este evento aconteça em maio de 2018. Uma comissão organizadora já o desenha com a perspectiva de juntar, no mínimo, 350 participantes. Será o primeiro do tipo no Estado em mais de 30 anos. Esse é o desejo da filiada local da Sociedade Brasileira da especialidade (SBP), que tem dado todo apoio à entidade-irmã em seu projeto de ampliar o acesso dos médicos piauienses ao intercâmbio de experiências e aos debates qualificados que contribuem para a atualização de conhecimentos.

Este foi um dos temas tratados durante visita do diretor de Integração Regional da SBP, dr Fernando Barreiro, ao Estado. Na semana de 18 de abril, ele acompanhou o presidente da Sociedade de Pediatria do Piauí (Sopepi), dr. Alberto de Almeida Burlamaqui do Rêgo Monteiro, em inspeções a espaços com condições para abrigar o futuro congresso. A intenção é encontrar um que ofereça, a custo abordável, instalações adequadas para a realização de palestras e exposições e também para cursos e debates.

REFORMA - Além de espaços de eventos, o dr. Fernando Barreiro também foi conhecer o resultado da reforma da sede da Sopepi, que levou mais de nove meses. Atualmente, a Sociedade está instalada numa casa comprada pela SBP e cedida, em comodato, para a filiada piauiense. Segundo conta dr. Barreiro, as obras, que foram bancadas com parte dos recursos arrecadados no 37º Congresso Brasileiro de Pediatria, garantiram a recuperação da estrutura.

A renovação deu aos associados da SBP, no Piauí, acesso a um imóvel com adequado aproveitamento da área construída, permitindo, inclusive, a realização de múltiplas atividades. “Somente não levantamos as paredes. Trocamos o telhado e o forro, colocamos reboco, fizemos a pintura e as instalações elétricas e hidráulicas. Hoje, temos um local mobiliado e com estrutura”, comemora o presidente da Sopepi, para quem a mudança trouxe novo ânimo aos pediatras do Piauí. De acordo com ele, até o número de associados aumentou.

WHATSAPP - Segundo relatou o diretor da Sociedade Brasileira, naquele Estado as dificuldades estão sendo superadas graças ao engajamento dos médicos e à criatividade das lideranças que têm buscado alternativas para implicar os associados nas ações da Sopepi. Ele cita como uma estratégia de sucesso a criação de um grupo de WhatsApp, vinculado à Sociedade de Pediatria do Piauí, que tem cerca de 250 membros, mais do que o número de associados à entidade.

Com uso dessa ferramenta popular e de baixo custo, a atual gestão da Sopepi tem conseguido estimular o envolvimento dos colegas com a vida associativa. Por outro lado, além disso, os participantes têm usado o canal para discutir casos e trocar percepções sobre diferentes temas de interesse da especialidade. Nos dias em que questões mais polêmicas são inseridas no grupo, o volume de mensagens pode chegar a 200, disse dr Alberto. “Apenas não aceitamos nada de política e nem correntes no nosso maior canal de aproximação”, acrescentou.

Na atual gestão da SBP, encarregado de acompanhar os desafios enfrentados pelas filiadas das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, dr. Fernando Barreiro reconhece os obstáculos impostos às entidades que estão em áreas menos desenvolvidas e populosas. Esse contexto, conforme ressalta, exige que a SBP esteja ainda mais atenta aos limites superados e às demandas apresentadas.

VALORIZAÇÃO - “É preciso levar a SBP até as regiões mais distantes. Juntos, podemos superar as dificuldades. Esse movimento, tomado dentro dessa gestão, representa a valorização de todos os especialistas, independentemente de local de residência. Trata-se de um ato de inclusão”, ressaltou dr. Fernando Barreiro que, na Diretoria de Integração Regional, estuda formas de estimular a realização de novos cursos de formação em todos os Estados e de organizar encontros de caráter regional, com alternância de sedes, que representem um passo a mais rumo à qualificação.

Para tanto, ele conta com o apoio da atual diretoria da SBP, presidida pela dra Luciana Rodrigues Silva, que tem procurado visitar o maior número possível de filiadas para conhecer suas realidades e desafios. Outros parceiros importantes no projeto da Diretoria de Integração são os coordenadores regionais – dra. Anamaria Costa (Nordeste), dr. Bruno Barreto (Norte) e dra. Regina Maria Santos Marques (Centro-Oeste) – os quais têm se dedicado ao máximo para o fortalecimento da pediatria.

O presidente da Sociedade de Pediatria do Piauí, que já se sente beneficiado pelos novos ventos, diz que não tem nada a reclamar. Apesar do que já foi feito no passado, em outras administrações, entende que a atual gestão demonstra um olhar diferenciado para com as regiões periféricas. “É maravilhoso, excelente, ver isso acontecer. Deve ser estimulado, pois aproxima a SBP dos pediatras, os insere nos debates e permite a entidade conhecer suas realidades. A distância deixa os estados, como o nosso, alijados de tudo. Contudo, gostamos de nos sentir prestigiados, de sentir que alguém cuida de nossos interesses”, concluiu.