carregando...

Em artigo, Dr Antônio Lisboa aponta fórmulas para prevenir a violência no Brasil

12/05/2017

FOTO Antônio Márcio LisboaExiste solução para a violência no Brasil? Sim, existe e não é complexa. Ela consiste em formar bons cidadãos com personalidade firmes. E a fórmula já foi testada com sucesso em países como Suécia, Japão, Coreia do Norte e China. Quem garante é o pediatra Antônio Márcio Lisboa, em artigo publicado pelo jornal Correio Braziliense. 

PARA LER A INTEGRA DO ARTIGO, ACESSE AQUI. 

“Educar crianças e acabar com os indivíduos irrecuperáveis. Sem dúvidas é mais fácil, e mais barato, construir bons cidadãos do que seguir tentando recuperá-los”, afirma o dr. Lisboa em um texto, publicado em 4 de maio de 2017, no qual enumera várias instituições criadas por governos para acabar com a violência que assola o País, mas que não conseguiram resultados expressivos. 

De maneira geral, o pediatra lamenta a ineficiência das  leis e políticas públicas criadas para combater a violência, em especial, o descumprimento do Estatuto da Criança e do Adolescente no que diz respeito à proteção da criança, principalmente contra a violência doméstica. 

TRAJETÓRIA - Presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria de Brasília, Dr. Lisboa formou-se aos 23 anos e trabalha com a especialidade há 67. Aposentou-se em 1994, mas não parou. Atende crianças, até hoje, em seu consultório. Foi pioneiro na capital federal e ajudou a fundar a Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (UnB). 

Em 2016, o professor e pediatra recebeu a medalha “Grandes Médicos de Brasília”, uma iniciativa da Academia de Medicina de Brasília com o apoio e a participação da Associação Médica de Brasília, Conselhos Federal e Regional de Medicina e Sindicato dos Médicos de Brasília. 

A outorga da condecoração reflete o conhecimento das renomadas instituições de medicina da capital federal pelo trabalho e dedicação do homenageado à medicina e à saúde no Distrito Federal. “Estou feliz por receber essa homenagem de três das mais importantes associações médicas de Brasília compostas pelos mais respeitados profissionais da nossa cidade. Sem dúvida, é uma grande honra”, agradeceu o dr. Antônio Márcio. 

ENSINO - Recentemente, também foi um dos oito professores homenageados na abertura do 54º Congresso Brasileiro de Educação Médica (COBEM), realizado pela Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM). “Fiquei muito feliz em ver que as minhas atividades relacionadas ao ensino da Medicina foram reconhecidas. Talvez uma das razões seja o meu último livro “O ensino holístico da Medicina”, publicado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM)”, comemora. 

Dr. Lisboa, como gosta de ser chamado, ainda na juventude, escolher a profissão em que atua. Nascido na cidade mineira de Leopoldina, na Zona da Mata do estado, teve seu pai, Irineu Lisboa, seu avô, Antônio Maximiano Xavier Lisboa, e seu tio paterno, Gaspar Lisboa, como inspiração e referência pela atuação como grandes médicos em Minas Gerais. 

Em fevereiro desse ano, ele foi homenageado com reportagens publicadas no Correio Braziliense, um dos jornais mais importantes do País. O trabalho faz um resgate da trajetória desse profissional, que relatou fatos do tempo de sua infância em Leopoldina (MG), nos idos de 1930, e a aventura de vir para o Distrito Federal fundar, com outros médicos, a Faculdade de Medicina de Brasília, em 1967, deixando para trás o segundo maior consultório de pediatria na capital do Rio de Janeiro. Configura os textos e o vídeo produzido nos links abaixo:

 

PARA LER A REPORTAGEM, ACESSE AQUI:

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/cidades/2017/02/13/interna_cidadesdf,573088/conheca-a-trajetoria-do-homem-que-revolucionou-a-pediatria-do-df.shtml 

 

PARA VER O VÍDEO, ACESSE AQUI

http://www.correiobraziliense.com.br/app/outros/videos/youtube/2017/02/12/video-yt,1252/conheca-a-historia-do-homem-que-revolucionou-a-pediatria-no-df.shtml