carregando...

Expoentes da pediatria mundial confirmam presença como palestrantes no 12º Cobrapem

SBP em Ação 25/04/2017

cobrapem-r1

Com a participação de palestrantes nacionais e internacionais, a 12ª edição do Congresso Brasileiro Pediátrico de Endocrinologia e Metabologia (Cobrapem) acontecerá entre os dias 31 de maio e 3 de junho, no Rio de Janeiro (RJ). Realizado pela Sociedade de Pediatria do Estado (Soperj), em parceria com a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), o encontro promete trazer importantes mudanças em seu formato, como a criação de espaços de debates sobre a atuação profissional a partir de situações reais e o confronto ente a teoria e o cotidiano de hospitais e consultórios. 

Por exemplo, na sessão “Conversa de Corredor” haverá a oportunidade de momentos para oferecer esclarecimentos a partir de casos clínicos reais, trazidos pelos congressistas. Já na “Tirando Dúvidas”, serão promovidas atividades focando em questionamentos dos participantes sobre as abordagens e protocolos clínicos, dentre outros parâmetros, do ponto de vista teórico. 

CLIQUE AQUI PARA CONFERIR A PROGRAMAÇÃO E INSCREVER-SE 

O presidente do Congresso, dr. Paulo Solbert, explica que as atividades foram criadas com o intuito de buscar maior interação entre palestrantes e congressistas. Ambas as atividades têm como objetivo trazer para os debates situações do dia a dia dos médicos. “A ideia surgiu da observação de que, ao final de uma apresentação, é muito frequente que alguém chegue ao palestrante com dúvidas sobre um caso específico. Então, resolvemos formalizar esta prática, criando um momento onde todos possam tirar as dúvidas”, destacou. 

Entre os temas que serão discutidos nesta edição estão os cuidados com o paciente transgênero, o uso do pâncreas artificial e a conduta não hormonal de pacientes acompanhados na Endocrinologia Pediátrica, entre outros. Para o presidente do DC de Endocrinologia da SBP, dr. Crésio Alves, será uma chance importante para atualizar conhecimentos em diversas áreas, como oncologia, nutrição, gastroenterologia, oftalmologia e genética. 

PALESTRAS INTERNACIONAIS – A edição desse ano contará com cinco palestrantes internacionais. Dentre eles, estão dr. Stephen M. Rosenthal, atual presidente da Sociedade Norte-Americana de Endocrinologia Pediátrica (PES) e coordenador de um dos primeiros serviços para crianças e adolescentes com transtornos de identidade de gênero; e a dra. Adda Grimberg, da Filadélfia (EUA), especialista em crescimento e pesquisadora que coordenou recente publicação da PES sobre as novas recomendações para o uso de hormônio do crescimento em crianças com deficiência desse hormônio e baixa estatura idiopática. 

Outros renomados especialistas também confirmaram presença no 12º Cobrapem: dr. Alejandro Martínez Aguayo, pediatria chileno especialista na área de adrenal e com grande experiência em alterações metabólicas em crianças nascidas pequenas para a idade gestacional;  dr. Jeffrey Baron, norte-americano pesquisador do National Institute of Health, com interesse na parte óssea do crescimento; e o dr. Stuart A. Weinzimer, pesquisador que participou de diversos estudos com crianças avaliando o chamado sistema fechado de insulina,  no qual o próprio sistema decide a dose do medicamento a ser administrada pela bomba baseado na glicemia, sem a interferência direta do paciente. 

TROCA DE EXPERIÊNCIAS – O Cobrapem tem como principais objetivos a divulgação de conhecimento, a atualização científica, a troca de ideias entre os especialistas e o contato social com os colegas de todo o Brasil. A dra. Lilian Sadeck, diretora de Cursos e Eventos da SBP, reforça a importância da participação dos pediatras e garante que o Congresso contará com um corpo de palestrantes de primeira linha. “Tenho certeza de que será de grande importância para os pediatras que atuam tanto em consultório quanto em intra-hospitalar”, destacou. 

A dra. Isabel Rey Madeira, presidente da Sociedade de Pediatria do Estado Rio de Janeiro (SOPERJ), comemorou a volta do Cobrapem ao Estado. “O Rio tem expressivo número de endocrinologistas pediátricos. Além disso, a cidade é um local central para receber os colegas de outras partes do País, que poderão aproveitar para rever os amigos e trocar experiências”, finalizou.