carregando...

No Pará, sucesso marca a realização do 2º Congresso Brasileiro e 5º Simpósio Internacional de Nutrologia

SBP em Ação 04/10/2016
nutro2016-1
Mesa de abertura do evento /Fotos: Paulo Moura

 

Realizados a cada dois anos, o 2º Congresso Brasileiro e o 5º Simpósio Internacional de Nutrologia Pediátrica, no último final de semana, em Belém (PA), reuniram mais de 550 participantes de várias partes do País. Todos estavam em busca dos recentes avanços e atualizações da especialidade, debatendo com os palestrantes do Brasil e do exterior os temas científicos mais abrangentes da área.

Na abertura do Congresso, a diretora de Cursos e Eventos da SBP, dra. Lílian Sadeck, representou a presidente da entidade, dra. Luciana Silva, que, em mensagem de vídeo, falou aos participantes da sintonia existente em toda a Sociedade na atual gestão em prol da melhoria do atendimento às crianças e aos adolescentes e ressaltou ainda todo o trabalho que vem sendo feito em relação ao apoio e à valorização dos pediatras, tendo como mote principal a Campanha #Eupediatra – Cuidando do Futuro do Brasil.

Dra. Vilma Hutim, presidente da Sociedade Paraense de Pediatria, agradeceu à SBP, as comissões organizadora e científica por terem escolhido o estado do Pará para sediar o Congresso. “Agradecemos à dra. Luciana Silva por honrar o seu compromisso em dar seguimento ao grandioso trabalho de cuidar das crianças e adolescentes do nosso Brasil e, ao mesmo tempo, valorizando a nossa profissão; permitindo que cursos e eventos sejam levados às cidades do interior do estado, como o CANP, realizado em Altamira, a 720 km da capital”, disse.

CONTRIBUIÇÃO – Segundo a dra. Roseli Sarni, presidente da Comissão Científica, o Congresso Brasileiro e o Simpósio Internacional de Nutrologia têm muito a acrescentar aos pediatras brasileiros, especialmente os da Região Norte. “Os distúrbios nutricionais, entre eles, anemia, desnutrição e obesidade são extremamente prevalentes e os avanços no conhecimento crescem exponencialmente. Outro aspecto importante diz respeito aos efeitos futuros da nutrição em fases precoces da vida, como a gestação e os dois primeiros anos de vida”, frisou.

Para a presidente do Departamento de Nutrologia Pediátrica da SBP, dra. Virgínia Weffort, a realização de ambos eventos é de extrema importância para a pediatria brasileira. “A nutrição é a base da saúde e sua inadequação está ligada a doenças de todos os sistemas do organismo, como alteração do desenvolvimento, do aprendizado, lesões de pele e de mucosas, hipertensão arterial, diabetes, alterações ósseas e hematológicas”, ressaltou.

SUCESSO – A epigenética e a importância da alimentação materna desde a gestação assim como na lactação foram alguns dos pontos altos dessa edição, informou a presidente do Congresso, dra. Rosa Vieira Marques. “Foi mostrado aos participantes o quanto a epigenética e a amamentação interferem na nutrição da criança, podendo repercutir na vida futura”, destacou.

Na palestra “Como e quanto crescem as crianças em aleitamento materno exclusivo”, a dra. Rosa mostrou que “o aleitamento materno exclusivo realmente é a alimentação ideal para um crescimento adequado, comprovando que nas amostras pesquisadas alcançaram níveis estatisticamente significantes acima das curvas de crescimento adotadas pela OMS”.

O Congresso também contou com a presença de dois convidados do exterior: dr. Hans van Goudoever, professor de pediatria da Universidade de Amsterdam, na Holanda, e dra. Suzan Ozanne, professora da Universidade de Cambridge, na Inglaterra. Ambos trouxeram resultados de seus estudos com a indicação do uso de probióticos na proteção à enterocolite necrosante do pretermo.

A programação científica trouxe ainda temas diversos, como a importância dos micronutrientes na alimentação da criança, diagnóstico, tratamento e o apoio interdisciplinar sobre a obesidade, surgimento de novas dietas, nutrição infantil no primeiro ano de vida da criança, entre outros.