carregando...

Pediatria brasileira comemora conquista alcançada pela Unifesp no campo da produção científica

SBP em Ação 13/09/2016
DrDirceu-Unifesp
Dr. Dirceu Solé, coordenador dos Departamentos Científicos da SBP/ Foto: Agência Olho de Peixe

 

A pediatria brasileira teve mais uma conquista recentemente por meio da área de Alergologia do Departamento de Pediatria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Levantamento realizado pela instituição mostrou que produtividade científica daquela instituição de ensino foi a melhor entre as universidades federais durante o ano de 2015, sendo que Alergologia Pediátrica ocupa o segundo lugar dentro do conjunto de publicações brasileiras registradas no Web of Science, com 27%.

“Essa colocação mostra que o nosso setor é o segundo em termos de produção dentro da Unifesp, o que corresponde a 27% da produção nacional”, frisa o dr. Dirceu Solé, professor-titular da Unifesp e coordenador dos Departamentos Científicos da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), que tem contato com seu envolvimento ativo no desenvolvimento de projetos e iniciativas dentro da atual gestão da SBP.

A Unifesp consultou as bases do Web of Science, Science Direct e Scopus considerando as produções de artigos em periódicos, artigos em eventos e revisões. Dependendo da base, a Unifesp contribuiu com 3,6 a 5,0% de toda a produção brasileira, no período. Foram analisados os dados de universidades públicas que colaboraram em conjunto para mais de 80% da produção nacional. Dentre as universidades públicas, apenas a USP e Unicamp estão à frente da Unifesp. “Fiquei surpreso com essa colocação. Estamos sempre testando novas drogas, novas técnicas laboratoriais, ou seja, trabalhamos veemente para uma melhor assistência à criança. Não imaginava que fossemos alcançar esse patamar”, comemora o dr. Dirceu Solé.