carregando...

SBP e suas filiadas preparam pacote de ações para o Agosto Dourado, mês do estímulo ao aleitamento materno

SBP em Ação 31/05/2017

laco-dourado

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) já está em preparativos para as ações voltadas para a Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM), prevista para acontecer no início de agosto. O Departamento Científico de Aleitamento Materno, em parceria com as assessorias de imprensa e de marketing da SBP, pretende realizar uma série de atividades envolvendo os pediatras e a população. Além disso, produtos, como documentos, folders, cartazes e vídeos específicos, devem ser disponibilizados sob o tema “Trabalhar juntos para o bem comum”.

De acordo com a presidente do DC, dra Elsa Giuliani, o objetivo principal é reforçar a importância do ato de amamentar para a mulher e o bebê. Segundo ela, neste contexto a presença do pediatra é fundamental, pois, com frequência, são a esses profissionais a quem as mães e suas famílias recorrem quando enfrentam dificuldades para iniciar e manter a amamentação. “Para poder apoiar essas mães e famílias, os pediatras têm que estar preparados, o que nem sempre ocorre. Atitudes positivas, conhecimentos e habilidades relacionadas ao aleitamento materno são indispensáveis”, explicou.

PREOCUPAÇÃO - Trata-se de uma questão fundamental para a Sociedade Brasileira de Pediatria, afirmou a presidente da entidade, dra Luciana Rodrigues da Silva. “A SBP e todas as suas filiadas estão comprometidas com o apoio à amamentação. Temos levado nossa preocupação aos gestores públicos e aos parlamentares para que criem condições favoráveis para essa prática que traz enormes benefícios”, disse.

De acordo com ela, a intenção é trabalhar para que em agosto o foco na amamentação não fique restrito a apenas uma semana, nos primeiros dias do mês. “Queremos que durante todo os 31 dias de agosto, os médicos e os brasileiros sejam impactados com mensagens positivas que valorizem a prática do aleitamento em todos os ambientes”, salientou ao reforçar que todas as filiadas estão convidadas a engrossar esse movimento.

O período deve ficar conhecido como Agosto Dourado, considerando-se que o Congresso Nacional sancionou recentemente a Lei nº 13.435, de 12 de abril de 2017, instituindo-o como o mês do aleitamento materno. “Pretendemos usar nossos anais com a sociedade para abordar o assunto. Além disso, aproveitaremos a oportunidade para levar esse debate às instâncias de decisão”, acrescentou ao lembrar que, neste mês, o Ministério da Educação deu um importante exemplo.

AMAMENTAÇÃO - No último dia 10, o MEC publicou portaria na qual garante às mulheres o direito à amamentação nas escolas ou instituições do sistema federal de ensino. A regra assegura o direito a esse ato, independentemente da existência de instalações reservadas de forma exclusiva para este fim. Em síntese, a mãe pode amamentar no local em que desejar dentro das instituições de ensino.

Apesar de parecer simples, a portaria é um movimento positivo de estímulo ao aleitamento materno e vai ao encontro das recomendações da SBP para que o governo federal invista em políticas públicas que favoreçam essa prática com importantes repercussões na saúde das crianças.

“Recebemos muito bem a decisão do MEC. Há décadas a SBP incentiva a amamentação e apoia todas as iniciativas que buscam estimulá-la, como a ampliação da licença maternidade e da licença paternidade para que o pai possa auxiliar a mãe. Todas as resoluções que fortaleçam esse ato de amor e cuidado são bem-vindas”, afirmou à época do anúncio o 1º vice-presidente da SBP, dr. Clóvis Constantino.

Em abril, a presidente da Sociedade Brasileira de Pediatria, dra Luciana Rodrigues, esteve com a secretária de Políticas para as Mulheres, Fátima Pelaes, discutindo maneiras do governo apoiar esse tema. Ela também tratou de medidas para estimular a prática da amamentação em reuniões que manteve com o ministro do Desenvolvimento Social, dr Osmar Terra, com o ministro da Saúde, Ricardo Barros e com parlamentares e outros representantes do Governo.

RECOMENDAÇÃO - A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno exclusivo pelo menos até os seis meses de idade. Bebês que são amamentados ficam menos doentes e são mais bem nutridos. O leite materno é o alimento mais completo para a criança porque possui todas as substâncias necessárias para o seu melhor desenvolvimento. A amamentação promove ainda uma melhor flexibilidade na articulação das estruturas fundamentais da fala e do sistema respiratório do bebê.

Ao longo dos anos, a SBP vem reconhecendo a importância do aleitamento materno e a necessidade de promoção da atualização do pediatra com respeito ao tema. Em agosto de 2016, a entidade veiculou o boletim AmamentAÇÃO, com conteúdo relevante, como sínteses de artigos da série do Lancet dedicado ao Aleitamento Materno, bem como de outros textos que a subsidiaram. Tudo também foi compilado em um suplemento da revista Acta Paediatrica, publicado em dezembro de 2015.

 ACESSE AQUI PARA LER A ÍNTEGRA DO AMAMENTAÇÃO

ACESSE AQUI PARA LER O ARTIGO 1 DA LANCET

ACESSE AQUI PARA LER O ARTIGO 2 DA LANCET

SIMPÓSIO - Como parte do esforço contínuo de dar visibilidade a este gesto simples, mas com repercussões para toda a vida do recém-nascido, a SBP prevê várias iniciativas que serão implementadas nesta gestão. Dentre elas, destacam-se o I Simpósio de Aleitamento Materno da SBP, que ocorrerá junto ao Congresso Brasileiro de Pediatria, de 10 a 14 de outubro de 2017, em Fortaleza (CE).

Serão dois dias dedicados à análise e ao debate sobre diversos aspectos relacionados ao aleitamento materno. “Procuramos priorizar as situações mais comuns no cotidiano do pediatra e também abordar as últimas novidades relacionadas ao assunto, como a importância do leite materno para o microbioma saudável intestinal da criança, favorecendo a imunidade e o desenvolvimento cerebral”, lembrou a presidente da SBP, dra Luciana Rodrigues Silva.

Durante o I Simpósio de Aleitamento Materno da SBP também devem ocorrer discussões de casos e a criação de um espaço no qual os pediatras participantes poderão apresentar suas próprias experiências. Dentre os palestrantes, estão previstos especialistas renomados do Brasil e do exterior para contribuir com as abordagens a serem realizadas. “Afinal, como destaca o tema da próxima Semana Mundial do Aleitamento Materno, temos que trabalhar juntos”, ressaltou a dra Elsa Giuliani.

ACESSE AQUI PARA VER O TEMÁRIO PRELIMINAR DO 14º CONGRESSO BRASILEIRO DE PEDIATRIA