carregando...

Doces contaminados à venda

Arquivo 11/11/2011
10.11.11 às 01h24

Pais compram e dão a seus filhos pirulitos lambidos por pessoas com vírus da catapora

POR CLARISSA MELLO

Rio – Prática considerada por médicos como irresponsável — e pela polícia como crime — tem chamado a atenção nos EUA: a compra e venda, pela Internet, de pirulitos contaminados com catapora. O objetivo de quem compra os doces lambidos por pessoas doentes e os entrega a seus filhos é fazer com que crianças saudáveis sejam infectadas pelo vírus da varicela ainda pequenas — quando os sintomas da doença seriam mais brandos.

“Essa prática era comum há décadas, quando ainda não existia vacina. Os pais levavam as crianças para ‘festas da catapora’, ou seja, colocavam seus filhos em contato com outros doentes. Mas, hoje, não há motivo para fazer isso”, afirma o presidente do Departamento Científico de Infectologia da Sociedade Brasileira de Pediatria, Eitan Berezin. Leia a matéria na íntegra.

Pirulitos contaminados com vírus da catapora são vendidos nos Estados Unidos

O intuito da comercialização é transmitir o vírus de uma criança para outra para que elas fiquem imunes à doença no futuro

Nádia Mariano

Você compraria um pirulito lambido por uma criança com catapora e daria a seu filho? Pode parecer loucura, mas alguns pais americanos fizeram isso com o intuito de infectar seus filhos para que eles fiquem imunes à doença no futuro. (…)

A melhor forma de proteger as crianças é a vacina. Ela não é distribuída na rede pública. Nas clínicas particulares, custa, em média, R$ 160. “Essa vacina está no mercado há anos, é segura e eficiente. O envio de saliva não passa de uma loucura”, diz Marcos Lago, membro do departamento de infectologia da Sociedade Brasileira de Pediatria.Leia a matéria na íntegra.