carregando...

Mais saúde visual para as crianças!

Arquivo 11/10/2007

Comemorando o Dia da Criança e também a data mundial da visão, 11 de outubro, pediatras e oftalmologistas fizeram um evento, no Rio de Janeiro, para chamar a atenção para a prevenção da cegueira infantil. Crianças e adolescentes foram examinadas em praça pública, gratuitamente.  Aos pequenos de 0 a 5 anos foi realizado o “Reflexo Vermelho” (foto), mais conhecido como Teste do Olhinho, e que pode detectar precocemente duas das maiores causas de cegueira nessa faixa etária, a  catarata e o retinoblastoma (o câncer na retina). Já a garotada entre 6 e 15 anos passou por avaliação da acuidade visual, com objetivo de detectar a necessidade do uso de óculos.

Silvia Alcântara tem catarata congênita e, com o marido, Ronaldo Pires, levaram os filhos Michele (de 6 anos), Leonardo (5) e Henrique (2), para fazer o exame. “Está tudo bem com eles, só o Leonardo vai precisar usar óculos, mas eles não tem catarata”, disse a mãe, feliz pelo resultado. A SBP recomenda que o Teste faça parte do exame clínico realizado pelo pediatra no recém-nascido antes da alta da maternidade, e nas demais crianças nas consultas de puericultura. No Rio de Janeiro, foi instituído por lei em 2002 e é realizado nas maternidades. Outros municípios e estados também já sancionaram a obrigatoriedade, mas ainda não há uma norma nacional. “A incidência de cegueira infantil é muito grande e também é grave a falta de dados confiáveis tabulados”, diz dra. Nicole Gianini, coordenadora do Grupo de Trabalho de Retinopatia da Prematuridade (ROP) da SBP.

Dra. Viviane Lanzelotte, da Sociedade de Pediatria do Estado do Rio de Janeiro (Soperj), explica que o Reflexo Vermelho é “mais importante nos primeiros meses de vida para diagnóstico e tratamento precoces da catarata(tanto a congênita, quanto a adquirida na infância),mas tem valor por toda a vida e após o primeiro ano também é usado no rastreamento do retinoblastoma” (o câncer na retina). Dra. Viviane informa também que, “excluídas algumas doenças congênitas e genéticas, praticamente todas as causas de cegueira na infância podem ser evitadas, desde que detectadas e tratadas precocemente”. A oftalmopediatra adianta ainda que “o Teste do Olhinho é um exame simples, indolor, rápido e que as crianças não precisam ter medo. Com um aparelho, o profissional apenas lança uma luz e checa o reflexo”.

Dra. Andréa Zin, oftalmologista do Instituto Catarata Infantil, explica que é muito importante que o teste seja feito para detectar precocemente qualquer anormalidade. “Já existe um nível de conscientização, mas ainda não é o ideal. Precisamos divulgar ainda mais aos pais a importância do teste do olhinho”, diz ela. O evento foi organizado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), com apoio da SBP, Soperj, Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira (IABP), Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica (SBOP), Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO), ONG Instituto Catarata Infantil, Rotary Club do Rio de Janeiro e Lyons Club.