carregando...

Mobilização em Goiás

Arquivo 28/09/2010

Os pediatras de Goiás estão em luta para defender seus direitos e os de seus pacientes. Segundo o presidente da Sociedade Goiana de Pediatria (SGP), dr. Roque Gomide Fernandes, será realizado no dia 19 de outubro, no auditório do Conselho Regional de Medicina (CRM), em Goiânia, o 1º Fórum de Defesa Profissional da Pediatria. Em Rio Verde, depois de várias tentativas de acordo com as operadoras dos Planos de Saúde, desde ontem, 27, os pediatras não estão mais aceitando as guias dos convênios “que praticam preços aviltantes”, define o dr. Wilen Brasil Jr.. “Estamos cobrando R$100 por consulta e emitindo recibo ou nota fiscal, para que os pacientes exijam ressarcimento de seus convênios”, disse.

Desde agosto de 2009, os médicos de crianças e adolescentes de Rio Verde estão tentando negociar com os planos de saúde a melhoria dos valores praticados e das condições de atendimento. Um prazo de 30 dias foi dado, mas “nenhuma operadora está pagando o justo”, salienta o dr. Wilen. No último dia 21, foi realizada, sem acordo, reunião com a Unimed local.

O Ministério Público e o Procon foram informados do movimento. Para a população, “que tem nos apoiado, assim como outras especialidades”, sublinha o dr. Wilen, foi distribuída uma carta aberta. “Estamos unidos e seguimos as orientações do movimento nacional”, disse também o dr. Wilen, esclarecendo que as internações e solicitações de exames continuam normalmente.

“Chegou o momento em que é preciso ampliar nossa mobilização”, reforça o dr. Roque, em apoio à Rio Verde. “O movimento na cidade está indo bem”, enfatiza. “Estamos vendo o significado de nossa união e a força resultante disto”, ressalta o dr. Wilen, elogiando o apoio recebido da SBP.  Para o diretor de Defesa Profissional da Sociedade, dr. Milton Macedo, “o movimento de Rio Verde está de parabéns e é um exemplo a ser seguido pelos colegas de todo Brasil”. Clique aqui para ler a carta de Rio Verde à população.