carregando...

Muitas vitórias no Espírito Santo

Arquivo 11/11/2010

“Tivemos conquistas importantes na defesa da profissão”, informa o dr. Mário Tironi, da Comissão de Honorários Médicos da Sociedade Espiritossantensse de Pediatria (Soespe), citando o fim das consultas de retorno não remuneradas, reajustes anuais nos contratos com as operadoras, pagamento diferenciado para a puericultura, e a melhoria nos valores de remuneração mínina das consultas regulares. A mobilização no estado teve início no ano passado, contou com mais de 20 reuniões, debates e assembleias, passou pela notificação extrajudicial das empresas, pelo descredenciamento das que estavam mais irredutíveis e teve grande adesão dos pediatras. Ao final, “há muito a comemorar”, salienta.

“Todas as operadoras de saúde do estado estiveram na mesa de negociação. As que terminaram não aceitando nossas propostas estão reembolsando os clientes com o valor de R$80,00, que estipulamos para as consultas. Mas chegamos a acordos com a maioria. Além disso, temos como saldo o sentimento de orgulho entre os colegas, a força conseguida com o movimento liderado pela Soespe, a partir da proposta nacional da SBP”, enfatiza o dr. Tironi. “Esta foi a primeira vez que conseguimos resultados tão importantes. Considero um momento histórico”, define o presidente da entidade estadual, dr. Valmin Ramos da Silva, acrescentando que a filiada também está atenta às condições de trabalho do profissional que atua no SUS: “Em Vitória, o pediatra atende 12 crianças em quatro horas de trabalho. Há rumores de que prefeituras querem ampliar o número de atendimentos, mas a puericultura demanda tempo, são necessários no mínimo 30 minutos com cada paciente e estamos atentos”, afirma.

Bons resultados – A São Bernardo Saúde está pagando R$100,00 para a puericultura e implantou o “pacote pediátrico”, que são pré-autorizações de atendimento para determinadas patologias que não são tratadas apenas com uma consulta, no modelo Procedimentos Padronizados em Pediatria (PPP), elaborado pela Sociedade. A Unimed Vitória fechou em R$80,00 para a puericultura e o valor está sendo estudado para outras singulares do estado. “Já houve um aumento de ganho médio em torno de 25% para o pediatra, comparando a situação atual com a anterior ao movimento. As condições de trabalho melhoraram significativamente, possibilitando um atendimento aos nossos pacientes com mais qualidade”, comenta o dr. Valentim Sipolati, que também integra a Comissão de Honorários. O grupo Unidas, integrado por 29 operadoras de saúde, assim como a Arselomital, aceitou pagar R$60,00 por consulta e a Bradesco fez acordo em torno de R$68,00. Além disso, “fomos procurados pelo grupo Medial Saúde, que está iniciando trabalho no estado e participando de licitações para atender funcionários de empresas. Nenhum pediatra aceitou proposta que não obedeça aos honorários indicados pela SBP e a operadora aceitou o valor de R$80,00, disse o dr. Tironi, comemorando a união da categoria.