carregando...

Palavra do Presidente (SBP Notícias 47. Fevereiro/Março 2007)

Arquivo 15/02/2007

Cara(o) colega,

Perseverar é requisito para conquistas verdadeiras. Mobilizar-se e mostrar a vontade coletiva é estratégia insubstituível. A pediatria encontra-se nessa rota.

Nosso movimento associativo registra vitórias que tendem a prosperar. A inclusão do pediatra no PSF começa a acontecer. O projeto piloto de Natal aguarda apenas a data para ser implantado. Os pediatras integrarão tanto as equipes quanto as unidades de apoio do PSF. O salário será o mesmo do médico de família. Em Volta Redonda, RJ, o Prefeito inaugurou centros de referência do PSF e contratou pediatras com mesma remuneração do médico de família. Em Vitória, todas as unidades do PSF passam a incluir pediatras, com salário igual ao do médico das equipes do Programa. Em reunião recente com o prefeito e secretária de saúde de Londrina, por iniciativa do dr. Milton Macedo, constatamos clara disposição de se adotar modelo semelhante ao de Natal. São avanços que não podem ser desprezados. Para completar, o Ministério da Saúde encaminhou à SBP, em fevereiro de 2007, resposta oficial ao abaixo-assinado dos pediatras que participaram do Curso Nestlé em Brasília, protocolado na Presidência da República em junho de 2006. Diz o documento: “Não há nenhum impedimento, por parte deste ministério, para a inclusão de outras categorias profissionais na organização local dos serviços de saúde, que ocorre de forma autônoma pelos gestores municipais.”

As resistências diminuem. Assim, multiplicar as conquistas que se iniciam no PSF supõe todo o empenho das lideranças pediátricas.

Cada qual, em seu município, junto ao prefeito. Todos, em cada estado, junto à diretoria das filiadas. Se agirmos, a conquista não terá volta. Se nos omitirmos, perderemos a oportunidade criada. É agir ou agir.

Abraço cordial,

Dioclécio Campos Júnior