Disfunção Vesical e Intestinal

Departamento Cientifico de Nefrologia

  • Se houver bom controle diurno e não houver história de infecção urinária, pode-se tomar medidas comportamentais associadas ao bom funcionamento intestinal, com alimentação rica em fibras, ingestão adequada de água e micção em intervalos regulares durante o dia. Além disso, pode-se evitar ingestão exagerada de líquidos à noite e estimulá-la para urinar antes de dormir. Havendo persistência deve-se consultar profissional habilitado: punição e repreensão devem ser evitadas.

  • Esses podem ser sintomas de disfunção vesical e intestinal e devem ser investigados. O tratamento precoce evita problemas como a ocorrência de infecções urinárias. Procure o pediatra.

  • É necessária uma avaliação, com o registro diário da micção, anotando todas as idas ao banheiro, medindo a quantidade de urina e anotando a quantidade de líquidos ingeridos, durante 2 ou 3 dias. Após essa observação, cabe realizar exames mais específicos, especialmente se houver histórico de infecção urinária.

  • Os sinais sugerem uma disfunção de bexiga. Muitas vezes ocorrem pequenas perdas de urina mantendo um eritema vulvar persistente. Esta hipótese também justificaria o intestino preso e a infecção urinária. Nestes casos, é necessário realizar uma investigação detalhada do aparelho urinário.

Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520