Sangue na urina

Departamento Cientifico de Nefrologia

  • A hematúria é a eliminação de um número anormal de hemácias na urina, podendo ser visível a olho nu (macroscópica) – pela alteração da cor da urina, que pode variar desde o marrom escuro (cor de coca-cola ou de chá mate) até o vermelho (cor da água de carne) – ou quando as hemácias são detectadas somente pelo exame de urina (microscópica). A hematúria macroscópica e a microscópica podem apresentar-se de forma permanente, recorrente ou isolada. 

  • Na forma assintomática, é essencial registrar a data de início da hematúria; o tipo de apresentação – se macro ou microscópica, se intermitente ou contínua; se está acompanhada de outros sinais ou sintomas como dor abdominal, febre, dor ao urinar, inchaço, lesões de pele, dores articulares e outros. Deve-se também saber se ocorreu após outros fatores como infecções de vias aéreas superiores, exercícios físicos e traumatismo. Outra importante informação é sobre o uso prévio de medicamentos, além de ingestão de alguns alimentos (beterraba, amora) ou corantes (anilina) que possam modificar a cor da urina. Também devem ser investigados o histórico familiar de cálculos urinários e outras nefropatias, doença renal crônica, surdez e outros déficits auditivos, hipertensão arterial, anemia, presença de transplante renal e de tratamento dialítico.  

  • Inicialmente, a análise do sedimento urinário em exame de urina de rotina deve usar a primeira amostra da manhã. O ultrassom dos rins e vias urinárias é fundamental para avaliar a presença de cálculos urinários, tumores, doenças císticas e outras anomalias do trato urinário. 

  • Dados da literatura sugerem que a hematúria na infância é, na maioria das vezes, benigna, autolimitada, evoluindo sem complicações e com um bom prognóstico. No entanto, o quadro deve ser confirmado acompanhando-se a evolução de cada caso, com avaliações clínicas e laboratoriais periódicas, seguimento da função renal, verificação do crescimento, aferição da pressão arterial e análise do sedimento urinário. O acompanhamento deve contar com a ajuda de um pediatra e especialista, quando necessário. 

Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520