Urticária e Angioedema

Departamento Cientifico de Alergia

  • São “empolações” avermelhadas na pele, que em geral coçam e incomodam bastante. São lisas e em alto relevo. Lembram muito o que acontece quando se tem contato com a planta conhecida com o nome de urtiga. Podem ter tamanhos diferentes e se juntar formando placas que duram até 24 horas e quando se resolvem, não deixam marcas ou cicatrizes. As mesmas lesões podem reaparecer em seguida, em outras partes do corpo. Em algumas pessoas a urticária pode vir acompanhada de angioedema (inchaço) em diferentes locais do corpo, como: pálpebras, face, lábios, genitália, mãos e pés. O angioedema desaparece mais lentamente e também não deixa cicatriz.

  • As urticárias podem ser agudas (que se manifestam por menos de 6 semanas) ou crônicas (que surgem por mais de 6 semanas). As crônicas são raras na infância e adolescência e podem ser divididas em espontâneas (de origem autoimune, ou seja, não são alergias) ou induzidas (provocados por algum agente externo como calor, pressão, vibração, frio). As agudas são muito comuns na infância e 80% delas são causadas por infecções virais, mas mesmo bactérias, parasitas ou fungos podem ser causa de urticárias agudas.  Não sendo de origem infecciosa a urticária pode ser desencadeada principalmente por alimentos, medicamentos e picadas insetos.

  • Sim, pelo menos 85% das crianças menores de 2anos podem apresentar um episódio de urticária aguda. As urticárias crônicas são mais raras antes da adolescência.  

  • Sim. 90% das anafilaxias (crise alérgica com risco de morte) se iniciam com urticária. Este risco é bem claro com as de origem verdadeiramente alérgicas. As crônicas e as agudas causadas por infecções muito raramente evoluem para anafilaxia.  

  • Sim. Mas se os edemas surgem sem urticária outras doenças podem estar originando isso, dentre elas destacamos o Angioedema Hereditário Familiar.

  • Apenas se o paciente for comprovadamente alérgico aos mesmos, apresentando assim, manifestação imediata ao ingeri-los. ]

  • Na urticária aguda em geral não é necessário fazer nenhum exame. A urticária aguda pode ficar sem diagnóstico da causa em até 30 50% dos casos, mas sua evolução é boa e de fácil tratamento. Nas crônicas podem ser necessários exames para saber o que está provocando a urticária por tanto tempo.

     

Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520