A criança amamentada é mais inteligente?

Departamento Científico de Aleitamento Materno 

  • Sim, vários estudos demonstraram que as crianças amamentadas, quando comparadas com as não amamentadas ou amamentadas por pouco tempo, têm um Quociente de Inteligência (QI) maior, em média 3,4 pontos a mais. É uma diferença modesta, mas que pode fazer diferença, principalmente quando pensamos em termos populacionais.  

  • O desenvolvimento do cérebro nos primeiros 2 anos é muito intenso e o leite materno possui substâncias, na sua composição, que são muito importantes para que a criança atinja o seu potencial de inteligência. Além disso, a criança amamentada tende a ser mais estimulada. A estimulação é fundamental para o desenvolvimento saudável da criança, bem como os vínculos afetivos.

  • Não. A amamentação é apenas um dos fatores envolvidos na inteligência da criança. Fatores genéticos, a saúde, a estimulação, os cuidados que recebe, o estilo de vida, as experiências a que é exposta e, sobretudo, o ambiente são todos, junto com a amamentação, é muito importante para o pleno desenvolvimento da inteligência da criança.

  • Sim. Existe uma relação entre o tempo em que a criança é amamentada e o QI. Até aproximadamente os 9 meses, quanto maior for a duração da amamentação, maior é o aumento no QI. O tipo de aleitamento materno nos primeiros 6 meses também faz diferença. Quanto maior a duração do aleitamento materno exclusivo, ou seja, quanto maior for o tempo que ela recebe apenas leite materno, sem nenhum outro alimento, maior é o QI. 

Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520