O que o leite materno tem que a fórmula não tem?

Departamento Científico de Aleitamento Materno 

  • A fórmula é um leite artificial, bem mais caro que um leite comum, que tem seus nutrientes modificados por indústrias (desta forma não se encontra na natureza), tendo como base principalmente o leite de vaca ou cabra, encontrada para consumo na forma líquida ou em pó (geralmente em latas de 400 ou 800 gramas) e que deve ser prescrita apenas nos casos necessários, por médicos ou nutricionistas. Na fórmula são feitas várias modificações, para que ela possa ser oferecida aos bebês, que por algum motivo não recebem o leite materno ou, se necessário, em associação com o mesmo, sempre com a orientação do pediatra.

  • Não! A fórmula é um leite a base de nutrientes geralmente de vaca ou de cabra, em que as indústrias fizeram modificações, retirando partes de alguns nutrientes que estão em excesso e acrescentando alguns que estão em falta (tendo o leite materno como modelo). Em relação aos leites sem essas modificações e adequações para o bebê, a fórmula é um leite mais seguro, entretanto não chega nem perto da segurança e qualidade do leite materno que é conhecido como “padrão ouro de alimentação”.

  • As mães, que por algum motivo não puderam ou não conseguiram ou optaram por não amamentar seus filhos, não devem de forma alguma se sentir menos mães ou culpadas. O amor de mãe sempre será o mesmo com ou sem amamentação, pois amor não se mede. Nesses casos, a recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria é que a fórmula seja utilizada, ao invés de leites comuns, sempre com orientação do pediatra.

  • A fórmula infantil não contem anticorpos e nem células de defesa que funcionem no ser humano, diferente do que ocorre no leite materno, que traz grande proteção (será falado mais adiante). Portanto, a fórmula não é capaz de trazer essa proteção tão importante aos bebês, que naturalmente nascem com dificuldade de se defender das infecções até por volta dos 2 anos de vida, principalmente os prematuros. Os anticorpos e células de defesa que estão presentes nas fórmulas (de vaca ou cabra) só funcionam nos bezerros e cabritos, não tendo qualquer efeito de proteção para os nossos bebês humanos!

  • É muito importante que vocês (mamães, papais e cuidadores) saibam que sim.                              

    Existem muitos riscos para um bebê quando o mesmo não recebe o leite materno e passa a tomar fórmula que, apesar de mais segura que leites comuns, pode ser causa de infecções intestinais e alergias variadas (de intestino, pele, pulmão, nariz, etc.). Outro exemplo de risco importante causado pelo uso da fórmula é que geralmente ela é oferecida em mamadeira e caso o bebê ainda esteja mamando o peito, isso poderá levar ao desmame. Sim, essa história de mamar mamadeira com fórmula e ao mesmo tempo mamar o peito pode levar ao desmame! Não é um mito popular, na verdade muitos estudos mostram que isso costuma ocorrer sim e com muita frequência.

  • O leite materno é o alimento mais importante no início da vida de um bebê e fará uma enorme diferença em sua saúde, para o resto da vida. Não há nada melhor para a saúde atual e futura de nossos filhos do que receberem somente leite materno (mais nada) nos primeiros 6 meses de vida e depois manter o leite materno (sem outros leites ou fórmulas) junto com alimentos saudáveis, até 2 anos de idade ou mais. Quem recomenda isso é a Sociedade Brasileira de Pediatria, o Ministério da Saúde do Brasil e a Organização Mundial da Saúde (entre outros órgãos internacionais).

    Somente o leite materno é capaz de proteger os bebês contra infecções (diarreias, pneumonias, meningites, infecções de ouvido, bronquites, e outras), de prevenir alergias (de intestino, pele, nariz, pulmão), doenças crônicas no futuro (diabetes, obesidade, hipertensão arterial, doenças do coração) e até diminuir a chance de desenvolver alguns tipos de câncer, como leucemias.

    Ainda podemos dizer que o leite materno tem os nutrientes na quantidade e qualidade exatas que o bebê precisa em cada idade e em cada momento da vida. É o único leite “vivo”, também conhecido como “sangue branco”, com capacidade de variar sua composição no decorrer de uma mamada, de um dia, meses e até anos, sempre de acordo com as necessidades do bebê (a fórmula é preparada e não se modifica, é sempre igual desde o começo até o final da mamadeira).

    Vários estudos científicos mostraram que quanto mais tempo um bebê mamar o leite materno, maior será a chance de ele se tornar um adulto com menos doenças, mais inteligência, mais anos de estudos e ainda maior possibilidade de ganhar mais dinheiro. Quem não quer isso para seus filhos?

    E pra finalizar, mesmo com todas essas inúmeras vantagens em relação à fórmula e a quaisquer outros leites, o leite materno é de graça (custo zero).

    Portanto não se esqueça: o leite materno vale a pena!

     

Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520