SGP defende adoção de protocolos para retomada do ensino presencial

 

Entidade sugere que autoridades busquem modelos em boas práticas de países bem sucedidos no combate à covid-19

Sobre a reunião do COE (Comitê de Operações de Emergência) que discutiu nesta quarta-feira (19) critérios para volta às aulas presenciais, a SGP (Sociedade Goiana de Pediatria) observa que esse retorno, quando permitido pelas autoridades, deve considerar as recomendações dos organismos de saúde relativas à prevenção do contágio da covid-19. Portanto, para resguardar a saúde dos alunos, professores, coordenadores e profissionais administrativos, é recomendável que as unidades escolares apliquem os protocolos de segurança existentes hoje para ambientes públicos e privados de uso coletivo, como, por exemplo, distanciamento social; uso obrigatório de máscara; higienização constante das mãos com água e sabão ou álcool gel; limpeza recorrente, durante o dia, de superfícies de contato (corrimãos, maçanetas, bancadas e etc); e aferição de temperatura corporal.

A SGP, como instituição que zela pela saúde da população infantil, acompanha de perto os desdobramentos das discussões sobre a volta às aulas presenciais nas instituições de ensino de Goiás. A entidade sugere que, nessa tomada de decisão, as autoridades busquem conhecer boas práticas de países que já retomaram o ensino presencial efetuando, ao mesmo tempo, o controle sanitário nas escolas com o intuito de evitar novas curvas ascendentes no quadro de infecções pelo novo coronavírus, causador da covid-19.


Nossos Endereços



Endereço: Edifício Buriti Center, 12º andar, salas 1201-1203, Alameda dos Buritis, nº 408, Centro – Goiânia (GO)

Telefone: (62) 3251-5175

E-mail: sogoped@gmail.com