No Rio, pacientes sofrem com o calor em hospitais sem ar-condicionado

Publicado em 08 de janeiro de 2019 - por Jornal Nacional

No Rio, os pacientes da rede pública de saúde estão sofrendo com o calor e com a falta de ar-condicionado.

Lá fora, dá para medir: a sensação é de calor intenso. Dentro dá para sentir: a sensação é de total abandono.

Duas semanas sem ar-condicionado, fritando numa maca. No Hospital de Saracuruna, os pacientes da enfermaria tiraram parte da roupa de tanto calor. Vento, só se alguém abanar.

(...) Mas no Rio de Janeiro, calor e descaso não fazem distinção de idade. Idosos, adultos, jovens e até bebês: todos pacientes de uma rede de saúde que parece estar derretendo. No Hospital Miguel Couto, a UTI infantil também está sem ar.

Com a testa suada, o bebê parece irrequieto. O termômetro marca 29 graus no CTI, seis a mais do que o recomendado pelo Conselho Regional de Medicina. As imagens foram gravadas pelos pais da criança, que estão preocupados e quase sem alternativa - é um dos poucos CTIs pediátricos públicos do Rio de Janeiro.

“Dentro do CTI facilita a proliferação de bactérias, vírus, fungos. Facilita também a contaminação. O que está acontecendo é um absurdo sanitário”, disse Sidnei Ferreira, secretário-geral da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

Assista à entrevista na íntegra.

Eventos
Nossos Endereços

SBP-Sede • R. Santa Clara, 292 - Rio de Janeiro (RJ) - CEP: 22041-012 • 21 2548-1999 

FSBP • Alameda Jaú, 1742 – sala 51 - São Paulo (SP) - CEP: 01420-002 • 11 3068-8595 

SBP-RS • Av. Carlos Gomes, 328/305 - Porto Alegre (RS) - CEP: 90480-000 • 51 3328-9270 / 9520